Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Mostra de Extensão

Tamanho da fonte: 
Avaliação oftalmológica de animais portadores da Cinomose Canina através do Teste Lacrimal de Schirmer (TLS)
Jhean Hugo Dias da Silva, Daniel Moura de Aguiar, Allyne Isabela Teixeira Ribeiro, Manoela Vargas Sifuentes

Última alteração: 27-09-17

Resumo


A cinomose canina é uma doença infecto-contagiosa de caráter multissistêmico que pode afetar o sistema respiratório, gastrointestinal e principalmente em fase mais avançada o Sistema Nervoso Central principalmente em cães não imunizados adequadamente. Esta doença é causada pelo vírus da cinomose canina (Canine Distemper Vírus – CDV), Morbillivírus da família Paramyxoviridae. As patologias oftálmicas tem grande incidência e importância em medicina veterinária de pequenos animais e a infecção por CDV com frequência resulta em ceratoconjuntivite seca (CCS). O diagnóstico consiste principalmente no uso do Teste Lacrimal de Schirmer (TLS) associado ao teste para detecção viral. O presente estudo objetivou avaliar a presença de CCS em cães diagnosticados com cinomose por meio do TLS realizado no primeiro atendimento (D0) e no retorno 15 dias após (D1). A CCS foi diagnosticada em 81% dos casos (22/27), com valores médios do olho direito de 7,5 mm/minuto e do olho esquerdo de 9,1 mm/minuto. Após retorno em 15 dias, mesmo após tratamento, 66% (19/27) dos cães apresentaram melhora clínica, a média geral do olho direito foi de 14,4 mm/minuto e olho esquerdo de 14 mm/minuto, valores ainda não dentro da normalidade. O presente trabalho ressalta a importância do CDV na etiologia da CCS em cães.


Palavras-chave


Morbillivirus, oftalmopatias, produção lacrimal.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.