Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Mostra de Extensão

Tamanho da fonte: 
Diálogo e Práxis: Inovando práticas pedagógicas em Educação em Saúde nas Escolas com abordagem de Teorias de Abordagem Comportamental.
DIANA NUNES PAVÃO MENEZES, SÉRGIO APARECIDO GARCIA PADILHA, NEUDSON JOHNSON MARTINHO

Última alteração: 27-09-17

Resumo


Desde a promulgação da carta de Ottawa em 1986, um novo conceito de promoção da saúde é pensado e com ele novos paradigmas são incorporados às ações de educação em saúde na escola, a qual deixa de ser vista como uma prática higienista e assistencialista, para adquirir uma concepção ampliada, integral e interdisciplinar, numa perspectiva dialógica, ambiental, comunitária e política. Neste contexto o projeto de extensão “Diálogo e Práxis: Inovando práticas pedagógicas em Educação em Saúde” vem  possibilitando à acadêmicos de medicina, enfermagem e biologia a execução de ações pedagógicas interdisciplinares e multiprofissionais de educação em saúde com gestores, professores e escolares, subsidiadas nas cinco Teorias de Abordagem Comportamental: Teoria de Papéis, Teoria de Crise, Teoria do Desenvolvimento, Teoria da Comunicação e Teoria de Aprendizagem Social, desenvolvidas sob a ótica da pedagogia freiriana. Este estudo qualitativo, com elementos da pesquisa-ação, objetiva apresentar a relevância de se inovar práticas educativas através do intercambiamento de ações da área da educação com a saúde, sob a dimensão multi e interdisciplinar. Estas atividades extensionistas buscaram estimular a participação grupal, o diálogo, a reflexão propositiva, em um movimento circular de saberes e fazeres na arte de educar em saúde no sistema escolar. Concluímos que as práticas educativas em saúde na escola devem ser construídas com e para os diversos atores sociais envolvidos no processo de ensino- aprendizagem, devendo, portanto, estarem inseridas no projeto pedagógico de curso (PPC) da escola. Hoje, não se concebendo mais a execução de ações pontuais e isoladas como estratégias de educação em saúde para o escolar, mas, esta deve ser considerada como transversal e integrada a todas as disciplinas. Pensar em novas práticas pedagógicas é perspectivar o imbricamento entre a educação com a saúde, legitimando um binômio de transformação a curto, médio e longo prazo do quadro de saúde dos escolares, docentes e gestores.

 


Palavras-chave


Educação; Educação em saúde; Saúde na Escola.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.