Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Mostra de Extensão

Tamanho da fonte: 
Perfil do público visitante do Museu de Anatomia de Animais Silvestres do Zoológico da UFMT
carlos Henrique Fereira Reis, João Paulo Campos Ribeiro, Thelma Michella Saddi, Flavio de Rezende Guimarães

Última alteração: 28-09-17

Resumo


Atualmente, a função dos museus ultrapassa a coleta, restauração e guarda de acervos, estando associada à pesquisa, divulgação e popularização do conhecimento. É inegável a função social exercida pelos museus e é a partir da análise do seu público que se pode repensar estratégias para atrair um maior número de visitantes. O Museu de Anatomia de Animais Silvestres (MAAS) surgiu de uma parceria entre o Laboratório de Anatomia Comparada e o Zoológico da UFMT, tendo como premissa a socialização do conhecimento da anatomia animal, por meio da exposição de um acervo de esqueletos de animais silvestres. Diante do exposto, este estudo objetivou traçar um perfil básico do público frequentador do MAAS. Para tal, foram utilizados os dados contidos nos livros de registro de visitantes correspondentes ao primeiro semestre de 2016, no qual 5.243 pessoas visitaram o museu. Quanto ao gênero, o feminino (54,62%) superou o masculino (45,38%). Quanto às faixas etárias, a dos 31-40 anos foi a mais prevalente, sendo que a dos 0-10 anos representou 19,50% dos visitantes; a dos 11-20 anos, 21,46%; dos 21-30, 21,94%; dos 31-40, 23,37%; dos 41-50, 8,55%; dos 51-60, 3,50% e com mais de 60 anos, 1,68%. Quanto ao local de residência, 56,36% residiam no município de Cuiabá; 32,99% em outros municípios do estado de Mato Grosso; 10,33% em outros estados do Brasil e 0,30% em outros países. Conhecer o perfil dos visitantes de um museu é muito importante, pois pode ajudar a entender as expectativas de seu público, possibilitando aos gestores buscarem novas práticas para otimizar todo o processo. Este estudo representa o primeiro passo para que o MAAS vá nessa direção.

 


Palavras-chave


Ciência; Educação informal; Inclusão social, Museologia.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.