Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Mostra de Extensão

Tamanho da fonte: 
Museu de Minerais, Rochas e Fósseis da UFMT
Gwenhwyfar Laia Menezes

Última alteração: 27-09-17

Resumo


Idealizado e fundado pelos professores Francisco Pinho e Carlos José Fernandes, O Museu de Minerais, Rochas e Fósseis da UFMT foi inaugurado em 2008 e desde então oferece ao público visitas guiadas pelos alunos bolsistas e professores coordenadores,  com o intuito de difundir conhecimentos acerca de geologia e paleontologia, utilizando como instrumentos didáticos amostras de rochas (ígneas, sedimentares e metamórficas), minerais e fósseis, bem como apresentações audiovisuais e banners que introduzem de forma simplificada conceitos e aplicabilidades dos mesmos e também noções sobre o Tempo Geológico, Processos de Origem e Formação da Terra e Processos formadores de rochas das três classes existentes. Através de doações de amostras de minerais, rochas e fósseis de diversas partes do mundo, o acervo do museu está sempre se renovando, levando novidades ao público e mostrando a geodiversidade na medida possível. Tratando-se de um museu público, o MMRF permite que pessoas de diferentes faixas etárias e classes sociais tenham contato com tal variedade. Além de visitação aberta ao público nos fins de semana, o MMRF direciona visitas marcadas e guiadas de escolas durante a semana. De janeiro de 2016 a agosto de 2017 foram recebidas 41 escolas totalizando 1.407 alunos, a maioria de educação básica e fundamental com idades entre 03-14 anos. Todas as visitas são catalogadas em um livro para que sejam contabilizadas ao fim de cada ano letivo. As visitas guiadas seguem uma sequência de apresentações audiovisuais para introduzir aos alunos os conceitos básicos de geologia e paleontologia, que em seguida podem desfrutar da observação de amostras expostas e tirar dúvidas com os guias. Essa interação com escolas é enriquecedora para o museu, pois além de expor o conteúdo existente, instiga a curiosidade de jovens e crianças a respeito da geodiversidade. Atualmente a responsabilidade do MMRF está ao encargo da Professora Dra. Mara Luiza Barros Pita Rocha Sala que sucedeu o Professor Dr. Ronaldo Pierosan, responsável por reabrir o museu que estava fechado desde a aposentadoria do Professor Titular Ricardo kalikowski Weska. Com o auxílio de dois alunos bolsistas e cinco alunos voluntários, o museu passou a ser aberto desde agosto de 2017 também durante a semana com o objetivo de atingir um número maior de visitantes.

 


Palavras-chave


museu, minerais, rochas, fósseis.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.