Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
Avaliação dos receituários médicos e atenção farmacêutica em uma farmácia regional no município de Sinop, MT.
weverthon andres rovere, Erick Gonçalves Santos, Rute Aline Lima, Kalyta Caroline Borges, Regiane De Castro Leitzke, Maria De Almeida Rissato, Rafaela Grassi Zampieron

Última alteração: 06-10-17

Resumo


Os usuários dos serviços de saúde possuem acesso aos medicamentos através da prescrição médica, instrumento essencial para a terapêutica e para o Uso Racional de Medicamentos. Os Problemas Relacionados a Medicamentos (PRM) são aqueles que afetam a saúde do paciente em decorrência da terapêutica farmacológica. Em pacientes hipertensos, o uso de medicamentos leva com frequência ao surgimento de PRM exigindo estratégias de prevenção de morbimortalidade relacionados à farmacoterapia indicada. O objetivo deste trabalho é conhecer o perfil das prescrições médicas atendidas em uma Farmácia Regional do município de Sinop. O delineamento é observacional de coorte transversal realizado com usuários de uma Farmácia Regional no município de Sinop-MT no período de agosto a dezembro de 2016 e junho a dezembro de 2017. Em 2016, foram atendidos 214 pacientes, cuja idade variou de 0 a 86 anos. A média de idades foi 39 anos, com uma mediana de 43 anos, 99 (46,26%) eram do gênero masculino e 115 (53,74%) do gênero feminino. Os homens tiveram maior acesso e demanda atendida (69,70%) em relação as mulheres (66,09%) já o público idoso apresentou o maior percentual de demanda atendida (71,43%), e 35 (16,35%) pacientes eram polimedicados, sendo que os principais medicamentos prescritos foram losartana (21,02%), hidroclorotiazida (20,09%) dipirona (16,35%), ibuprofeno (15,88%) e omeprazol (15,88%). Os antibióticos ocupam posição significativa entre os quinze medicamentos mais prescritos durante o ano 2016, dentre os quais predominam o Ciprofloxacino (5,61%), a Amoxicilina (5,14%) e Azitromicina (5,14%). O número de medicamentos por prescrição variou de 1 a 12 medicamentos. No total, foram dispensados 606 medicamentos com média 2,83 medicamentos por receituário. Os principais locais de origem dos receituários médicos foram as UBS´s dos bairros Maria Vindilina (10,28%), União/Violetas (9,80%). Durante o semestre 2017/2 atendeu-se 97 pacientes, dos quais 5 se dispuseram a atendimento no consultório farmacêutico, foram coletados os dados antropométricos, de alimentação e do uso de medicamentos, e foi verificado que os 5 pacientes tomavam medicamento incorretamente, os dados não foram analisados ainda. Os resultados reforçam a importância do acompanhamento farmacoterapêutico realizado pelo farmacêutico, juntamente, com a equipe clínica dos tratamentos receitados, além da atenção e assistência farmacêutica. É necessário dar continuidade aos estudos relacionados a avaliação de riscos de PRM aos pacientes atendidos na farmácia Regional, pois esses estudos servem de subsídios para direcionamento de cursos de capacitação para prescritores e dispensadores de medicamentos.

Palavras-chave: Medicamentos essenciais; demanda atendida; Hipertensos; PRM; Assistência farmacêutica.

 


Referências


ARAÚJO, A.L.A.; FREITAS, O. Concepções do profissional farmacêutico sobre a assistência farmacêutica na unidade básica de saúde: dificuldades e elementos para a mudança. Rev. Bras. Ciên. Farm., v.42, n.1, p.137-46, 2006.

MENEZES, E.B.B. Atenção farmacêutica em xeque. Rev. Pharm. Bras., v.22, n. p.28, 2000.