Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Semana de Psicologia da UFMT

Tamanho da fonte: 
Grupos de estudo, pesquisa e extensão: um projeto de intervenção
PÂMELLA DE ALMEIDA FERNANDES, VALÉRIA VENTURA MIRANDA

Última alteração: 17-06-19

Resumo


O presente trabalho é o resultado de um projeto de intervenção desenvolvido nas disciplinas de Contextos Educacionais II e Psicologia Institucional do curso de psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso- campus Cuiabá. Além da integração das disciplinas que primeiramente foram construídas por aulas expositivas, atividades e socializações que promoveram um embasamento teórico e pensamento crítico, o projeto também proporcionou práticas institucionais e educacionais aos discentes, sendo a UFMT o campo desses projetos de intervenções.A problemática trabalhada surgiu da necessidade de se levantar os grupos de ensino, pesquisa e extensão para a Mostra de Cursos de Graduação da UFMT realizada em 2018, evento do qual as discentes participaram da elaboração e divulgação dos dados e no qual foi perceptível que a coordenação do curso e os discentes não sabiam da existência dos grupos. Visto isso, o objetivo do presente é apresentar e informar aos discentes quais os grupos de estudo, pesquisa e extensão existente no curso. O projeto teve como embasamento o tripé composto pelo ensino, pesquisa e extensão que define  a universidade brasileira e o seu princípio de indissociabilidade na formação profissional, no qual tem a sua importância afirmada por  César (2013) que o  tripé concretiza a universidade e o princípio de indissociabilidade entre eles retrata  em um conceito de qualidade do trabalho acadêmico, favorecendo assim a aproximação entre a universidade e a sociedade, a auto-reflexão crítica, a emancipação teórica e prática dos estudantes, assim como a significação social do trabalho acadêmico. Além disso, a Constituição Federal do Brasil de 1988 assegura em seu artigo 207 que “as universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão” (BRASIL, 1988). Para o levantamento e sistematização dos dados, utilizou-se como método a coleta por meio de e-mails, WhatsApp, reuniões com docentes, bem como com a secretaria e coordenação. Desta maneira, essa sistematização resultou na produção dos seguintes materiais: banner, panfleto e cartilha. A divulgação foi realizada por meio de exposição do banner, fixação dos panfletos nos murais do Instituto de Educação e disseminação através de grupos de WhatsApp e e-mails das turmas de psicologia. A partir do levantamento, notou-se que existem dezoitos grupos que englobam estudo, pesquisa e extensão no Departamento de Psicologia, apresentando um campo de diversidades e de possibilidades para a inserção conforme os interesses de cada discente. A socialização em sala de aula possibilitou realizar a reflexão acerca da importância do trabalho realizado tanto para a instituição, pois a coordenação do curso terá agora está sistematização dos grupos de estudo, pesquisa e extensão, e poderá alimentá-la conforme as alterações e divulgar onde e com quem for necessário; como para as pessoas que os discentes do curso de psicologia, que por meio da divulgação dos materiais produzidos terão acesso a essas informações. A realização desse projeto apresentou dificuldades durante o levantamento de dados, devido ao fato de ter sido necessário buscar diversos meios para ter contato com os docentes do departamento de psicologia, que em grande parte estavam atarefados com o fim do segundo semestre de 2018. Portanto, esse projeto acarretará num provável aprofundamento nas áreas de interesses e agregação à formação de qualidade dessa/e futura/o profissional, por meio do acesso à informação igualitária. Desse modo, o presente solucionou a problemática apontada, bem como evidenciou as práticas de resolução de problemas institucionais pelos discentes em conjunto com os docentes, tendo os discentes um papel ativo na construção de saberes e nos espaços institucionais dentro da universidade.

 

Palavras-chave: Psicologia, Estudo, Pesquisa, Extensão.

 

Referências Bibliográficas

 

BRASIL, Constituição Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. 292 p.

CESAR, S. B. A indissociabilidade ensino, pesquisa, extensão e a gestão do conhecimento: Estudo em Universidade Brasileira. Projetos e Dissertações em Sistemas de Informação e Gestão do Conhecimento, v. 2, n. 2, 2013.