Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VIII Semana de Psicologia da UFMT

Tamanho da fonte: 
UMA PROPOSTA INOVADORA NA ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E DO TRABALHO
Tamires Ventura Moreira, Rose Angela Bueno

Última alteração: 05-07-19

Resumo


A psicologia enquanto ciência possui diferentes áreas de atuação, dentre elas a Psicologia Organizacional e do Trabalho (POT), possibilitando ao psicólogo exercer outras funções dentro das organizações como a de consultor interno ou externo. Segundo Orlickas (2001), a consultoria é o fornecimento de dada prestação de serviço, por um profissional bem qualificado e profundamente conhecedor do tema para um determinado cliente. Assim, é fundamental que este profissional além da qualificação, também aprenda a pensar de maneira empreendedora, visto que poderá atuar em diversas organizações ampliando o leque de possibilidades profissionais do psicólogo. Para o profissional que escolhe atuar em POT, diante da modernização do mundo do trabalho, mostra-se conveniente a utilização de práticas e ferramentas inovadoras. Pensando numa proposta de atuação profissional arrojada e contemporânea objetivou-se através de uma metodologia ativa a prática, que consiste num processo onde o aluno seja responsável por sua própria aprendizagem fazendo com que ele esteja comprometido com o objetivo, da criação de um produto que pudesse auxiliar profissionais de Recursos Humanos e Organizações em geral a otimizar os processos organizacionais de Gestão de Pessoas. O trabalho foi desenvolvido na disciplina de Tecnologia, Trabalho e Subjetividade, com os alunos do nono semestre do curso Psicologia de uma instituição privada de ensino superior localizada no município de Várzea Grande – MT. Assim, os alunos criaram um produto digital sob formato de uma plataforma com o propósito de simplificar, aprimorar e facilitar o processo de recrutamento e seleção de pessoas. Na criação do produto realizou-se pesquisas de mercado na internet e uso de ferramentas como SWOT que consistiu na análise das forças, oportunidades, fraquezas e ameaças do produto, muito realizada para fazer análise de cenário, gestão e planejamento estratégico. Outra ferramenta utilizada para fazer análise de cenário, gestão e planejamento estratégico. Outra ferramenta utilizada foi o CANVAS, metodologia que consistia em representar o modelo de negócio graficamente através da divisão do modelo em nove quadros representando os principais pontos levados em consideração quando se pensa na criação de um novo produto consistiu na construção de um site em que as empresas poderiam compartilhar vagas disponíveis junto com a descrição do perfil desejado. Os candidatos inscritos na plataforma deveriam acionar a palavra de comando MATCH (palavra em inglês que significa combinar) com a descrição da vaga e teriam o resumo do seu perfil disponibilizado para a empresa contratante. As empresas teriam um espaço na plataforma para descrever a vaga e perfil desejado para ocupar o cargo. Os candidatos preencheriam os campos com informações pessoais e anexariam o seu currículo. Caso a empresa e candidato tivessem interesse um pelo outro, aconteceria o MATCH e o participante passaria para a próxima fase do processo seletivo. As demais fases também passariam pelo mesmo método até a fase final da seleção, sendo esta a entrevista com o psicólogo cadastrado na plataforma, que ocorreria presencialmente incluindo a aplicação dos testes. Todos os candidatos, aptos ou inaptos, receberiam via on-line, uma devolutiva do psicólogo a respeito dos testes realizados e os selecionados seriam direcionados para a entrevista que seria realizada pelo gestor ou responsável pela vaga finalizando a seleção. Todo o processo seria realizado através de meio digital, excluindo a aplicação de testes psicológicos. Mesmo tratando-se de um serviço online, a intenção seria abranger apenas os psicólogos aptos e cadastrados na plataforma para poderem prestar os serviços de entrevista individual e a aplicação e correção dos testes, bem como a devolutiva para os candidatos. A partir desta plataforma esperava-se otimizar o processo de Recrutamento e Seleção tornando-o mais ágil e econômico tanto para as empresas quanto para os candidatos. Para a comunidade profissional de psicólogos o benefício residiria no fato de poderem ter mais uma ferramenta na atuação, regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia, de acordo com a sua disponibilidade teria a possibilidade de ter uma remuneração extra além de ser um meio inovador do seu trabalho. Conclui-se que o produto seria relevante ao mercado de RH que sugere a necessidade de reinvenção através de um produto ético e tecnológico.

 

Palavras-Chave: Psicologia Organizacional e do Trabalho, Recrutamento e Seleção, Tecnologia, Inovação.

 

REFERÊNCIAS

 

CANVA. Crie sua própria análise SWOT eficaz com o canva. [s.d] Disponível em <https://www.canva.com/pt_br/graficos/analise-swot/> Acesso em 19 de jun. de 2019.

 

CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos na organização. 3ed. Rio de Janeiro: Elzevier, 2010.

 

COELHO-LIMA, F. COSTA, A L F. YAMAMOTO, O H. O exercício profissional do psicólogo do trabalho e das organizações: uma revisão da produção científica. Rev. Psicol., Organ. Trab., Florianópolis, v. 11, n. 2, p. 21-35, 2011.

 

ECKERT, A. Et al. Psicologia do Trabalho e Empreendedorismo: uma análise de suas relações. Belo Horizonte, 2011.

 

FERREIRA, F S. Et al. A importância do processo de recrutamento e seleção de pessoas no contexto empresarial. Macapá, v. 4, n. 2, p. 21-39, 2014.

 

FRESE, M. Rumo a uma psicologia do empreendedorismo: uma perspectiva da teoria da ação. Revista de Psicologia, Fortaleza, v. 1, n. 2, p. 40-76, 2010.

 

ORLICKAS, E. Consultoria Interna de Recursos Humanos. 4ed. São Paulo: Futura, 2001.