Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, 4º Encontro em Engenharia de Edificações e Ambiental

Tamanho da fonte: 
ILHA DE CALOR ENTRE AS ZONAS URBANA E RURAL: UMA VISÃO ANALÍTICA
Ermete Cauduro Bianchi, Bruna Moreira Dias de Moura, Carlos Eduardo Vilela Galvão, Leonardo Affonso Ramos, Vera Cristina de Area Leão Borges, Ivan Júlio Apolônio Callejas, Luciane Cleonice Durante

Última alteração: 09-11-16

Resumo


As ilhas de calor têm crescido rapidamente nos últimos anos. Tal fato se deve às características da ocupação urbana, que ocorre muitas vezes sem nenhum planejamento considerando a fase de ocupação das edificações inseridas no meio urbano. A intensidade de uma ilha de calor pode ser mensurada pela diferença do comportamento da temperatura do ar no meio urbano e rural. O meio rural é tido como referência pois as influências da atuação do homem são menores do que nas cidades. Esse artigo tem por objetivo verificar a intensidade da ilha de calor para uma região de clima tropical continental semiúmido. Para tal feito, foram coletadas variáveis ambientais através de estações micrometeorológicas em duas localidades, uma posicionada na Zona Urbana e outra na Zona Rural. Foi constatada contribuição do processo construtivo na Zona Urbana para aumento da intensidade da ilha de calor.

Palavras-chave


Urbanização. Ilhas de Calor. Ocupação Urbana.

Texto completo: PDF