Visão Geral

O 2⁰ Encontro de Educação Escolar Quilombola: Etnosaberes e as novas perspectivas para a formação dos docentes quilombolas é um evento promovido pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Quilombola – GEPEQ, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso. O encontro ocorre no espaço de escolas quilombolas, que participam das pesquisas desenvolvidas pelo GEPEQ. Este ano ocorrerá na Escola Estadual Quilombola Professora Tereza Conceição Arruda, situada na comunidade negra rural Mata-Cavalo, tem como objetivos: a) discutir a materialidade das políticas públicas no chão das escolas das comunidades quilombolas do Estado de Mato Grosso; b) compartilhar experiências exitosas dos docentes quilombolas vivenciadas em suas práticas pedagógicas a partir da abordagem dos etnosaberes; c) promover a socialização de pesquisas acadêmico-científicas que discutam a educação escolar quilombola em suas diversas perspectivas; d) oferecer aos docentes das escolas estaduais do estado de Mato Grosso momentos de formação continuada, trocas de experiências e saberes. O evento tem como público alvo profissionais da educação da rede pública de ensino municipal e estadual, professores das escolas quilombolas, estudantes de graduação e de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado, e demais pesquisadores interessados na temática. No decorrer do encontro serão compartilhados experiências dos docentes das escolas quilombolas por meio de apresentação de comunicação oral nos Grupos de Trabalho: GT1: Ciências e saberes quilombolas; GT2: Etnolinguagem e suas tecnologias; GT3: Etnociências da natureza e suas tecnologias; GT4: Etnomatemática e suas tecnologias; GT5: Etnociências sociais e humanas e suas tecnologias; GT6: Etnoalfabetização. Além de palestra de abertura e mesa redonda que irá discutir Etnosaberes, currículo, quilombo e educação, o evento contará com oficinas de dança, oficinas de trança afro e turbantes, e oficina de etnomaquiagem. Esperamos que o evento contribua para colocar em evidência a educação escolar quilombola e suas especificidades, de modo a diminuir a invisibilidade social, política, e histórica a que as mesmas encontram-se submetidas.