Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
TRAÇOS DE PROMOÇÃO DE CRESCIMENTO E CONTROLE BIOLÓGICO EM BACTÉRIAS ENDOFÍTICAS DE P. CUPANA
Rhavena Graziela Liotti, Rhavena Graziela Liotti, Marcos Antônio Soares

Última alteração: 28-09-17

Resumo


Bactérias endofíticas podem contribuir para o crescimento vegetal e/ou inibir a atividade de fitopatógenos. A cultura do guaraná (Paullinia cupana var. sorbilis (Mart.) Ducke) possui grande interesse comercial pois suas sementes possuem altas concentrações de cafeína, no entanto esta cultura sofre ameaça com a presença dos fitopatógenos Colletotrichum guaranicola Albuq., e Fusarium decencellulare, agentes causais da antracnose e superbrotamento, respectivamente. A obtenção de microrganismos promissores para controlar e/ou promover o crescimento de plantas é uma importante medida para mitigar os problemas desta cultura.

Neste trabalho, 111 linhagens bacterianas isoladas de P. cupana foram analisadas quanto a presença de importantes traços funcionais para promoção de crescimento vegetal e controle biológico de fungos fitopatógenos: produção de ácido indolacético (AIA), solubilização de fosfato, secreção de enzimas (celulase, protease, esterase e amilase), fixação biológica de nitrogênio, síntese de sideróforos, ácido cianídrico e amônia, além de antagonismo aos fitopatógenos Colletotrichum guaranicola e Fusarium decencellulare. Ao final 80,1% das linhagens produziram AIA; 16,2% solubilizaram fosfato. Quanto as enzimas 30,6%, 10,8%, 41,4% e 22,5% das linhagens sintetizaram celulase, amilase, protease e esterase, respectivamente. A capacidade de fixação de nitrogênio, síntese de sideróforos, ácido cianídrico e amônia foram observadas em 32,4%, 9,9%, 1,8% e 94,5% das linhagens, respectivamente. Quanto a atividade de antagonismo, 2,7% das linhagens apresentaram atividade contra Colletotrichum guaranicola e 1,8% para Fusarium decencellulare.

Em P. cupana existem bactérias endofíticas promissoras para promoção de crescimento de plantas e controle biológico de fitopatógenos, estudos futuros com as linhagens mais promissoras serão realizados pelo grupo de pesquisa em casa de vegetação.