Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
O espaço como elemento potencializador do desenvolvimento de noções matemáticas na educação infantil
Camile de Araujo Aguiar, Rute Cristina Domingos da Palma

Última alteração: 22-09-17

Resumo


Nesta pesquisa temos como objetivo investigar e analisar como os espaços organizados intencionalmente podem ser potencializadores no desenvolvimento das noções matemáticas na Educação Infantil. Pretendemos compreender de que forma o espaço organizado no ambiente infantil pode ser um elemento pedagógico estruturante do currículo na Educação Infantil; identificar se os espaços organizados no ambiente de Educação Infantil estimulam as crianças potencializando o desenvolvimento de noções matemáticas; reconhecer quais as noções matemáticas que as crianças manifestam ou constroem ao interagir nesse espaço; compreender quais os desafios e dificuldades que se apresentam no contexto pedagógico ao trabalhar com espaços intencionalmente organizados no contexto da Educação Infantil. Para construir o referencial de produção e análise de dados nos fundamentamos em LEONTIEV (1987), VIGOTSKY (2007) e ELKOIN (1987) que trazem a base do desenvolvimento humano na perspectiva Histórico Cultural; MOURA (2007), LORENZATO (2006), PALMA (2016), TANCREDI (2012), LANNER DE MOURA (1995), SMOLE (2000) contribuindo com abordagens que tratam a Matemática na Educação Infantil; ZABALZA (1998), GANDINI (2012), CEPPI; ZINI (2013), CARVALHO (2010), HORN (2004) onde vamos ter como parâmetro nas discussões sobre espaços e cenários organizados na Educação Infantil. A abordagem metodológica será qualitativa do tipo exploratória. Os instrumentos utilizados para a produção de dados serão os documentos oficiais e escolares (Projeto Político Pedagógico, projetos da unidade, planejamentos), caderno de campo, questionários, filmagem e como procedimento a observação participante. A previsão para a produção dos dados será de aproximadamente seis meses. Os dados serão organizados e analisados numa perspectiva qualitativa interpretativa.

Palavras- chave: Educação Infantil, Educação Matemática, Espaços Organizados