Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Níveis de energia metabolizável e lisina digestível para codornas japonesas criadas em ambiente termoneutro.
Aldemar Marques de Jesus, Ana Paula Silva Ton, Anderson Corassa, Wanessa Daróz Matte, Camila Ribeiro Almeida, Igor Willian Wrobel Straub

Última alteração: 17-10-17

Resumo


Resumo: A produção de codornas japonesas (Coturnix coturnix japonica) vem crescendo de maneira expressiva nos últimos anos. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre os anos de 2010 e 2015 o crescimento médio anual do setor foi de aproximadamente 14%, sendo esse cenário atribuído principalmente à praticidade da atividade em termos de pouca demanda de área, manejo simples e rápido retorno do capital investido. Entretanto, assim como em outros seguimentos da produção animal, o custo com alimentação representa o maior desafio da atividade, o que requer a busca incessante pela utilização eficiente das matérias-primas comumente utilizadas. Diante desse cenário, estudos inerentes às exigências nutricionais para a espécie se fazem necessários, a fim de consolidar as informações existentes que divergem entre si quanto às recomendações nutricionais. Essa diferença é atribuída principalmente a fatores de manejo, ambiência e materiais genéticos pouco definidos. Assim, objetivou-se com o estudo avaliar os níveis de energia metabolizável e lisina digestível sob o desempenho e qualidade de ovos de codornas japonesas em fase de postura criadas em ambiente termoneutro. Foram utilizadas 540 codornas japonesas distribuídas em um delineamento inteiramente casualizado, sob esquema fatorial 3x4 (energia metabolizável = 2.600, 2,850 e 3.100 Kcal/kg de ração e lisina digestível = 0,90, 1,05, 1,20, 1,35%), totalizando 12 tratamentos com 5 repetições e 9 aves por unidade experimental, alojadas uma câmara bioclimática com temperatura média de 22,37 ± 3,66 ºC. O período experimental compreendeu a 4 ciclos de 28 dias. A analise dos dados será realizada por meio do programa estatístico SAEG (UFV, 1999). Os resultados obtidos a partir da analise de desempenho (consumo de ração, ganho de peso, conversão alimentar, produção de ovos e qualidade física do ovo) serão importantes para estimar os níveis de cada nutriente estudado, baseando-se nas premissas que a energia metabolizável da dieta regula o consumo, modula o desempenho e produção de ovos de codornas, enquanto a lisina digestível participa de processos metabólicos importantes para a deposição de proteína nos ovos e auxilia na melhoria da qualidade do produto. Ademais, as informações pertinentes a performance das aves, contribuirão para recomendações de formulações de dietas mais eficientes, reduzindo-se assim os custos de produção e fomentando o uso racional das matérias-primas utilizadas, de maneira a reduzir possíveis impactos ambientais negativos.

 

Palavras-chave: Coturnix cotunix japonica, Coturnicultura, Desempenho, planos Nutricionais, Qualidade ovos.