Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
DISCUSSÃO TEÓRICA SOBRE A RELAÇÃO ENTRE SOCIEDADE E NATUREZA EM ÁREAS SUSCEPTÍVEIS À INUNDAÇÃO
colorado Rodrigues Araujo

Última alteração: 26-10-17

Resumo


RESUMO

 

A relaçao da sociedade com a natureza provoca mudanças e alterações nos ritmos, velocidades e intensidades nos processos naturais. Algumas vezes, essas modificações acarretam em prejuízos sociais, econômicos, ambientais e fatalidades. Assim, o objetivo central deste trabalho é realizar uma discussão teórica acerca das repercussões dos usos e ocupações da terra e da expansão urbana em áreas susceptíveis à inundação. Para tanto, se realizou revisões de literatura que abordam temas relacionados à relação sociedade e natureza, expansão urbana e processos de inundação. O ponto principal do debate entendeu que as inundações são fenômenos naturais que ocorrem independente da vontade humana e possui certa periodicidade. Elas acontecem quando os cursos d’água, em momentos de grande aporte de chuvas, usam as planícies fluviais - formas de relevo construída pelos rios - para transbordar o excesso de água e continuar sua vazão. As inundações provocam danos sociais, econômicos, ambientais e, até mesmo, mortes, quando o uso e ocupação da terra propiciam,   através   das   impermeabilizações   e   retirada   da   cobertura   vegetal,   menos infiltração da água, acarretando maior aporte de água em menos tempo, mudando a periodicidade, os ritmos e intensidade dos eventos de inundação. Assim, os prejuízos advêm das ocupações humanas, muitas vezes irregulares, das áreas de planícies de fluviais, que são atingidas por ocasião das inundações. Dessa forma, este trabalho pretendeu, por meio da discussão  teórica,  contribuir  para  um  melhor  entendimento  da  relação  sociedade  e natureza, via processos de inundação e sua relação com uso e ocupação da terra e expansão urbana.

 

Palavras Chaves: Expansão Urbana, Inundação, Uso e ocupação da  terra.