Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Vozes dos Professores do Primeiro Ciclo sobre o Ensino de Ciências Naturais
Alvarina de Fátima dos Santos, Rute Cristina Domingos da Palma

Última alteração: 26-09-17

Resumo


No contexto social marcado pelo avanço científico e tecnológico é fundamental ensinar e aprender Ciências Naturais em todas as etapas da Educação Básica considerando o estudo: das relações entre a natureza e a sociedade, dos conceitos físico-químico-biológicos, dos fenômenos naturais, da relação entre o homem e a natureza e entre o homem e as tecnologias, considerando, sobretudo, a interação sociocultural do estudante como sujeito participativo integrado ao mundo, suas vivências e saberes. O ensino de ciências, no primeiro ciclo, pressupõe a realização de atividades que desenvolvam a percepção das crianças desafiando-as a movimentar-se, comunicar-se com seus pares, manipular objetos, prever resultados, simular situações, elaborarem hipóteses, refletir sobre as situações do cotidiano, construir conhecimentos práticos sobre o seu entorno, posicionar-se, ampliar as capacidades de compreensão e atuação no mundo em que vive. O papel do professor unidocente exige a compreensão de conhecimentos didático-pedagógicos sobre ensinar ciências para crianças do primeiro ciclo, de modo a aproximá-los do mundo científico contribuindo para o desenvolvimento da criança no sentido de indagar, experimentar, pensar conhecer, apropriar-se da linguagem e perceber-se nas relações com o meio natural, social e tecnológico em que vive. A partir destas referências conceituais propomos nesta atividade de pesquisa investigar como os professores do primeiro ciclo compreendem e desenvolvem os conhecimentos de Ciências Naturais. A pesquisa buscará responder a seguinte questão: O que dizem os (as) professores (as) do Primeiro ciclo sobre o que ensinam em ciências naturais? A abordagem metodológica será qualitativa com estudo de caso de forma exploratória.  Os pressupostos teóricos que orientam essa investigação são pautados nos estudos de Delizoicov; Angotti (1990) que expressam suas ideias sobre metodologia do ensino de Ciência. Carvalho (2007), Fracalanza, e Gouveia (1986) que referenciam abordagens sobre o ensino de ciências naturais no ensino fundamental; Lorenzetti (2002) e Chassot (2001) que conceituam Alfabetização Científica como possibilidade de conhecer e transformar o mundo, a partir da realidade vivida. Krasalchik (1987) que discute a relação entre formação, prática pedagógica currículo de Ciências, Vygotsky (2007) que descreve a importância das interações sociais como processos interativos para que ocorra o desenvolvimento e a aprendizagem. Para melhor compreender o problema desta pesquisa utilizaremos como instrumentos para a produção de dados o diário de campo, a entrevista, o questionário e documentos escolares, utilizando a observação como procedimento de pesquisa. Os dados serão organizados e analisados numa abordagem qualitativa interpretativa. Esperamos que o resultado desta pesquisa possa dinamizar no contexto mato-grossense, as discussões formativas no âmbito escolar, institucional e acadêmico sobre a importância sociocultural do Ensino de Ciências nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Palavras- chave: Ciências, Ensino de Ciências, Anos Iniciais