Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
CARACTERIZAÇÃO DOS FATORES DETERMINANTES E/OU CONDICIONANTES NO PROCESSO DE TRANSMISSÃO DAS ARBOVIROSES NO ESTADO DE MT.
Alexander Gonçalves Ferreira Guimarães, Lucinéia Claudia De Toni Aquino da Cruz, Mariano Martínez Espinosa, Marina Atanaka dos Santos

Última alteração: 29-09-17

Resumo


A incidência das arboviroses ocorre predominantemente em áreas urbanas provocando um grande problema de saúde pública no mundo. Atualmente as três arboviroses de maior importância para a saúde pública são a dengue (DEN), Chikungunya (CHIK) e Zika vírus (ZIKA), sendo estas capazes de serem transmitidas pelos mesmos insetos vetores, o Aedes aegypti e o Aedes albopictus. No Brasil, têm sido notificadas diversas epidemias, principalmente de DEN, há vários anos, e mais recentemente de CHIK e ZIKA, e as mesmas demonstram a presença desses vetores em diferentes regiões do País, mostrando o seu grande potencial de adaptação e dispersão provocando uma atual situação epidemiológica preocupante potencializada ainda mais com a confirmação dos casos da microcefalia associados à infecção por Zika vírus no Brasil. No desenvolvimento do estudo pretende-se avaliar os possíveis fatores determinantes e/ou condicionantes que estão favorecendo a transmissão e expansão das arboviroses em áreas urbanas que são passíveis de serem modificados na perspectiva do controle e prevenção dessas doenças. Trata-se de uma pesquisa quantitativa com o desenvolvimento de um estudo epidemiológico descritivo, com base nos casos confirmados de Dengue, Zika vírus e febre Chikungunya registrados no (SINAN-NET) nos municípios selecionados no estado de MT, com a aplicação de uma entrevista estruturada para coleta de informações socioeconômicas, ambientais e sobre o nível de conhecimento da população sobre as arboviroses nas áreas prioritárias selecionadas para o desenvolvimento do estudo. Será utilizado o uso de ferramentas de geotecnologias para análise espacial, georreferenciamento e produção de mapas temáticos sobre as arboviroses estudadas. No cenário atual, a realização do estudo pode contribuir de forma significativa no planejamento e na formulação de estratégias integradas de controle e prevenção da doença para reestruturar os serviços de saúde na atenção a estes agravos.