Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
PARAMETRIZAÇÃO, CALIBRAÇÃO E VALIDAÇÃO DOS MODELOS GeoWEPP E LISEM EM TRÊS MICROBACIAS HIDROGRÁFICAS DO CERRADO MATOGROSSENSE.
Wellington Azambuja Magalhães, Ricardo Santos Silva Amorim

Última alteração: 01-10-17

Resumo


O Cerrado mato-grossense sofreu intensivo processo de conversão em áreas de exploração agrícola (agricultura e pecuária) a partir dos anos 70. Apesar da ocorrência desta intensa conversão de floresta de cerrado em áreas agrícolas, poucos estudos têm sido realizados para avaliar o seu impacto sobre o processo de produção de escoamento, produção de sedimentos e balanço hídricos. A erosão do solo é um processo natural, entretanto, devido à interferência das atividades humanas no equilíbrio natural deste processo, a mesma tem sido intensificada e vem se tornando um dos principais problemas ligados ao manejo inadequado dos solos tropicais. O presente trabalho tem como objetivo avaliar a aplicabilidade dos modelos GeoWEPP e LISEM para as condições edafoclimáticas brasileiras, mas especificamente para a região do cerrado em nível de bacia hidrográfica sob diferentes usos do solo. O presente trabalho está sendo desenvolvido em três microbacias hidrográficas do Rio das Mortes localizadas na região de Campo Verde, MT, a qual é caracterizada pelo uso intensivo do solo para a agricultura e pecuária. As áreas compõem três tipos de uso do solo: vegetação nativa – cerrado; pastagem – Braquiária; e cultivo anual de soja e milho no sistema de sucessão de culturas. Para aplicação do GeoWEPP é necessária a elaboração de arquivos de clima, de solo, de manejo e uso do solo e topográfico, os quais estão sendo elaborados através de registros de dados locais.  Todos esses dados estão sendo coletados em formato específico para alimentar o software GeoWEPP. Para a aplicação do modelo LISEM são necessários cinco conjuntos de parâmetros, sendo eles: características das microbacias (levantamento planialtimétrico); parâmetros referentes à vegetação (IAF, índice de cobertura vegetal e altura de plantas); parâmetros referentes à superfície do solo (mapas de rugosidade do terreno, do coeficiente de atrito superficial do solo e das áreas impermeáveis); parâmetros referentes à infiltração de água no solo; e parâmetros referentes aos canais (rede de drenagem, gradiente do canal e largura do canal). Os dados de clima estão foram obtidos da base de dados do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia) e da ANA (Agência Nacional das Águas), assim como, das estações meteorológicas instaladas nas áreas de estudo. Os dados referentes a manejo e tipo de solo já foram obtidos para confecção de mapas e obtenção de alguns parâmetros.