Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
VARIAÇÕES NAS VAZÕES DOS CURSOS DE ÁGUA PELAS MUDANÇAS DA COBERTURA VEGETAL NA BACIA HIDROGRAFICA DO RIO DAS MORTES, MATO GROSSO
Luis Miguel Castillo Rápalo, Eduardo Morgan Uliana, Ibraim Fantin da Cruz

Última alteração: 07-10-19

Resumo


Cada meio ambiente têm diversas características físicas e climáticas que estabelecem seu regimen hidrológico local, sendo características tais como o uso e tipo do solo, precipitação, temperatura, dentre outros, são alteradas na atualidade pela atividade antropogênica. A magnitude com que essas alterações afetam as vazões nos cursos de água é a tematica principal de estudo, focado no fato que a troca da floresta nativa pela agricultura e ganaderia têm criado situações complexas no analise em relação aos recursos hidricos devido à diversas alterções nos processos físicos que são involucrados, sendo este o caso de muitas bacias hidrográficas no terrirotio Brasilero, assim, o modelo de grandes bacias (MGB-IPH) surge como ferramenta para o analise de supradita complexidade, onde sera empregado na bacia hidrográfica do rio das Mortes, com o objetivo de obter um modelo matemático na estimativa da disponibilidade hídrica segundo cenarios de desmatamento da floresta nativa gerados a partir do analise das dinãmicas de mudanças do desmatamento na bacia a traves do modulo Land Change Modeler (LCM) acoplado a um sistemas de informação geografica, O periodo de calibração dos modelos sera com uma serie de dados climatologicos diarios desde o ano 2000 até o 2010 e validado desde 2011 até 2015 no caso do MGB, assim mesmo, no caso do LMC com imagens anuais geradas no projecto MapBiomass a partir do satelite LandSat 8. Logo, poderão ser analisadas as vazões máximas, medias e mínimas  para os disversos cenários de uso de solo gerados, as quais serão informações que ajudaram na toma de decisões na gestão e planejamento dos recursos hídricos na bacia.

Palavras-chave


MGB-IPH; Desmatamento; Uso do solo