Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, XI Mostra da Pós-Graduação

Tamanho da fonte: 
Desempenho produtivo em novilhas da raça Nelore em diferentes sistemas de produção no norte de Mato Grosso
SCHEILA GEIELE KAMCHEN, Kássila Fernada Bertogna, Laércio Carvalho Vieira, Marcelo Oster Rezende, Thamires Marestoni Usai, Fagner Junior Gomes, Luciano Bastos Lopes

Última alteração: 02-10-19

Resumo


A diversificação e integração de diferentes sistemas produtivos (agricultura, pecuária e floresta) proporcionam maior intensificação do ciclo de nutrientes do solo, melhorando as condições de produtividade, mas de forma mais sustentável. Além disso, a manutenção de sistemas arborizados, fornece maior conforto térmico para os bovinos, podendo favorecer os índices produtivos. Animais em situações de estresse pelo calor reduzem a ingestão de alimentos, podendo alterar índices como o ganho de peso diário. Mesmo que animais zebuínos (Bos indicus indicus) apresentem maior rusticidade e maior adaptação a condições tropicais, o desempenho produtivo pode ser melhorado quando mantidos em sistemas integrados de produção. O objetivo deste trabalho foi avaliar o ganho de peso diário de novilhas da raça Nelore mantidas em diferentes sistemas de produção nas condições climáticas de Mato Grosso. O experimento foi conduzido na área experimental da Embrapa Agrossilvipastoril, localizada em Sinop, Mato Grosso. Foi avaliado o ganho de peso diário de 96 novilhas da raça Nelore em blocos casualizados em quatro tratamentos distintos: Pecuária exclusiva (P); lavoura-pecuária (ILP); sistemas de integração pecuária-floresta com renques simples (IPF-s) e com renques triplos (IPF-t) de eucalipto. A análise estatística dos dados foi realizada utilizando o método de modelos lineares gerais mistos com estrutura paramétrica (PROC MIXED, SAS® 9.4). O efeito de sistema foi considerado fixo e o efeito de bloco e meses foram considerados aleatórios.  As comparações múltiplas foram realizadas pelo teste t de Student (p < 0,05). Os resultados obtidos entre os meses de março a agosto de 2019 mostraram maior ganho de peso para o sistema ILP (301 GPD d-1) e IPF-t (294 GPD d-1), comparados ao sistema P (289 GPD d-1) e IPF-s (288 GPD d-1). Estes valores podem ser atribuídos ao maior acúmulo de massa de forragem e maior ambiência e conforto térmico, propiciado pelos sistemas ILP e IPF-t respectivamente. A partir destes resultados, podemos concluir que diferentes arranjos em sistemas integrados podem contribuir favoravelmente para o desempenho produtivo de novilhas Nelore.

Palavras-chave


Pecuária, Integração, Ganho de Peso Diário