Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Construção da lista de alimentos de um questionário de frequência alimentar para crianças de 9 e 10 anos, de acordo com a NOVA classificação de alimentos.
Ana Cássia Lira de Amorim, Lenir Vaz Guimarães

Última alteração: 08-10-18

Resumo


O questionário de frequência alimentar (QFA) permite a identificação do consumo alimentar habitual, além de possuir uma boa validade e reprodutibilidade para a avaliação de macronutrientes e de energia consumida. A lista de alimentos que integra o QFA pode ser organizada de acordo com seus principais componentes, ou segundo outras características que os elaboradores do instrumento desejarem. No Brasil, em 2016 foi divulgada a NOVA classificação de alimentos, que considera o nível de processamento industrial destes e dos produtos alimentícios, classificando-os em in natura e minimamente processados, ingredientes culinários processados, alimentos processados e alimentos ultra processados. Este estudo objetiva Descrever o processo de construção da lista de alimentos que integram o QFA para crianças de 9 e 10 anos do município de Cuiabá-MT. Trata-se de um estudo metodológico que envolve a construção e a validação de um QFA realizado com crianças de 9 e 10 anos, de ambos os sexos, regularmente matriculadas na rede municipal de ensino de Cuiabá, Mato Grosso. O QFA será construído em duas etapas: o estudo piloto, realizado em maio, junho e julho de 2017. No estudo piloto foram aplicados o recordatório de 24 horas (R24h) para o levantamento do consumo alimentar, por meio de entrevistas realizadas por estudantes devidamente treinados do curso de nutrição da UNIC e UNIVAG, sob a supervisão da pesquisadora principal e por uma nutricionista, com intervalo de 30 dias entre cada aplicação, com o auxílio de álbuns de registro fotográfico. Os questionários foram aplicados após a assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido pelos pais e /ou responsáveis pelos escolares e assinatura do termo de assentimento pelo escolar. O presente projeto de pesquisa foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Júlio Müller (parecer: 1.742.310). Os dados foram digitados no programa Virtual Nutri Plus® e análise descritiva dos dados foi realizada no programa Microsoft Excel®. A seleção dos alimentos que integram a lista no QFA foi realizada por meio do método proposto por Block et al., (1985), considerando-se o consumo de energia, proteínas, lipídeos, carboidratos e fibras. Posteriormente os itens alimentares foram organizados na lista segundo a NOVA classificação de alimentos. Participaram do estudo piloto, 73 escolares, sendo 60,3% do sexo feminino, com idade média de 9,9 anos (dp ± 0,6 anos). Entre os escolares participantes da pesquisa 65 responderam a três R24h (89,0%), oito responderam a dois R24h (11,0%), totalizando 211 questionários. Com base nos R24h aplicados foram identificados e listados 359 alimentos e preparações. Após a aplicação do método proposto por Block et al., (1985) foram identificados 150 itens alimentares. Posteriormente, estes foram divididos em quatro grupos, segundo a NOVA classificação de alimentos. Os alimentos ultra processados são os que possuem mais itens na lista de alimentos, com destaque para refrigerantes, sucos artificiais, bolachas recheadas e salgadinho industrializado. Estes resultados indicam a necessidade de medidas de intervenção, como a educação alimentar e nutricional a fim de se estimular a adoção de hábitos alimentares saudáveis, que possibilitem o crescimento e desenvolvimento saudáveis e adequado dos escolares.


Palavras-chave


Consumo alimentar. Crianças. Escolar. Inquéritos alimentares. Questionário de Frequência alimentar