Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Efeitos da suplementação lipídica no desempenho produtivo e reprodutivo e produção de metano entérico em vacas leiteiras: uma meta-análise
Walter Bedon Gallardo

Última alteração: 16-10-18

Resumo


Devido aos altos níveis de produção aos quais as vacas leiteiras atualmente são submetidas, suprir os requerimentos energéticos somente baseados em carboidratos pode não ser suficientes para otimizar a produção e reprodução. A suplementação lipídica representa uma alternativa para aumentar a densidade energética das dietas, além de poder manipular a fermentação ruminal e a composição do leite, melhorar o desempenho reprodutivo e reduzir a produção de metano entérico. Todavia, a resposta da suplementação lipídica pode ser afetada por diversos fatores tais como a fonte de lipídeos, dose, características dietéticas e do animal. A condução de um único experimento pode não ser suficiente para elucidar como esses fatore podem afetar a suplementação lipídica. Destarte, uma abordagem meta-analítica de múltiplos experimentos pode aumentar o poder do teste para quantificar a resposta da suplementação lipídica e suas fontes de variação. Nossa principal hipótese é que a suplementação lipídica aumenta a produção de leite e os teores de ácidos graxos bioativos no leite (como C18:2 cis 9, trans 11), melhora o desempenho reprodutivo e reduz a emissão de metano entérico de vacas leiteiras, mas sua resposta é variável de acordo com a fonte e dose de lipídeos, características da dieta e dos animais. Nosso objetivo é realizar um meta-análise de experimentos para avaliar como a suplementação lipídica afeta indicadores nutricionais, produtivos, composição do leite, desempenho reprodutivo e emissão de metano entérico de vacas leiteiras. Uma revisão sistemática de peer-review papers será feita nas base de dados Web of Science, Science Direct e Google Scholar utilizando as palavras chaves “dairy cows”, “fatty acids” e “lipids”. O gerenciamento dos artigos será feita com auxílio do EndNote®. Serão incluídos na meta-análise dos artigos que atenderem todos os seguintes critérios: 1) estudos com vacas em lactação em confinamento, 2) uso de dietas experimentais controle (sem suplementação lipídica) e tratamento (com suplementação lipídica), 3) reportado médias de tratamentos e respectivas medidas de dispersão (erro padrão da média, desvio padrão ou coeficiente de variação), e 4) artigos completos publicados em revistas indexadas com fator de impacto JCR. O efeito de tamanho da resposta será medido pela diferença média entre suplementação lipídica e não suplementado (controle), com estimador para efeito aleatório de estudo e pesado pelo inverso da variância. A heterogeneidade da resposta será analisado por meio da estatística I2 e explorada por meio de meta-regressão e análise de subgrupos, utilizando inicialmente fontes de lipídeos, dose de lipídeos, estágio de lactação e teor de energia da dieta controle como covariáveis. Esperamos com este estudo elucidar as respostas e causas de heterogeneidade das respostas da suplementação lipídica sobre o desempenho produtivo, reprodutivo e emissão de metano entérico em vacas leiteiras. Além disso, esperamos que este estudo sirva de guia para Zootecnistas utilizarem nas recomendações de suplementação lipídicas para vacas leiteiras no mundo.

 


Palavras-chave


nutrição animal, ácidos graxos, composição do leite