Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
A CONSTRUÇÃO DA INFORMAÇÃO SOBRE TRANSTORNO MENTAL RELACIONADO AO TRABALHO: SUBSÍDIOS PARA A VIGILÂNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR DE MATO GROSSO
SILMARA DE SOUZA CAMPOS, Luís Henrique da Costa Leão

Última alteração: 08-10-18

Resumo


A CONSTRUÇÃO DA INFORMAÇÃO SOBRE TRANSTORNO MENTAL RELACIONADO AO TRABALHO: SUBSÍDIOS PARA A VIGILÂNCIA EM SAÚDE DO TRABALHADOR DE MATO GROSSO

O novo modelo de produção imposto pelo sistema capitalista (que incorpora tecnologias, informação e postos de trabalho precarizados), têm exigido dos trabalhadores maior atenção, submissão, longas jornadas, competição, entre outros. Como resultado, temos o crescente número de trabalhadores acometidos por algum tipo de Transtorno Mental Relacionado ao Trabalho (TMRT). Um importante desafio é quantificar o contingente desses trabalhadores adoecidos para estabelecer prioridades de intervenção no âmbito da vigilância em saúde. As informações existentes apresentam limitações e problemas relativos à sua produção e disseminação, a exemplo das dificuldades de estabelcer nexo causal entre adoecimentos e o trabalho, a qualidade da informação inserida nos bancos de dados, o mal preenchimento e inconsistência das fichas de notificação e a rotatividade do pessoal capacitado para essas atividades. Além disso, as informações parecem indicar uma grande subnotificação por TMRT no Brasil. É nessa problemáticaque esse trabalho tem seu escopo. Ele objetiva, por meio de uma abordagem analítico-propositiva, evidenciar como ocorre a construção da informação em saúde mental dos trabalhadores em Mato Grosso destacando limites e potencialidades do ponto de vista da Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT). Para tanto, se faz necessário identificar a situação da Vigilância em Saúde do Trabalhador no estado e municípios, sua relação com outras instâncias de forma a identificar os principais tipos de transtornos mentais relacionados ao trabalho no estado e os setores econômicos que mais fazem esse trabalhador adoecer. Além disso, o estudo  também propõe avaliar se a qualidade da informação tem gerado ou não um impacto negativo nas ações de VISAT e  como se dá a participação do controle social nesse processo. A pesquisa tem a finalidaddede contribuir com estratégias e práticas de forma a minimizar a patologização, fomentar discussões sobre a problemática no estado, além de integrar ações entre a VISAT e os atores que lidam no cuidado integral aos trabalhadores acometidos de TMRT. A inclusão de informações sobre a situação de saúde dos trabalhadores é fundamental para a identificação de necessidades, problemas e vulnerabilidades da população trabalhadora (tanto no estado quanto nos territórios), permitindo a definição de prioridades da atenção na VISAT.


Palavras-chave


Transtorno mental relacionado ao trabalho, Vigilância em Saúde do trabalhador, Saúde mental.