Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Acúmulo de forragem em pastos de capim-marandu em sistemas Integrados
Flabiele Soares da Silva

Última alteração: 16-10-18

Resumo


Os sistemas integrados de produção têm sido discutidos nos mais diversos fóruns científicos devido ao potencial de geração de produção aliada a utilização responsável dos recursos naturais, especialmente em relação aos sistemas pecuários. Objetivou-se quantificar o acúmulo de forragem do capim-marandu em sistemas integrados de produção. O experimento foi realizado na Embrapa Agrossilvipastoril, Sinop – MT. O delineamento foi em blocos completos casualizados, avaliando 3 sistemas de produção: pecuária (controle), integração lavoura-pecuária (ILP) e integração pecuária-floresta (IPF), com 4 repetições. A área experimental foi de 24 ha e o período experimental foi de julho/17 a maio/18. As amostras para quantificação do acúmulo de forragem foram coletadas a cada 28 dias, utilizando gaiolas de exclusão do pastejo (0,62 m² de área e 1,1 m de altura). As gaiolas foram alocadas em quatro pontos aleatórios nos piquetes sem componente florestal e em oito locais nos sistemas com o componente florestal. As amostras de forragem foram coletadas ao nível do solo e secas em estufa de circulação forçada de ar a 55ºC, por 72 horas. A determinação do acúmulo de forragem foi feita a partir da diferença da massa de forragem entre dois cortes consecutivos. Os dados foram analisados utilizando o método de modelos mistos com estrutura paramétrica especial na matriz de covariância, com medidas repetidas no tempo, por meio do procedimento MIXED do software estatístico. As médias dos tratamentos foram estimadas com o LSMEANS e a comparação foi realizada por meio da probabilidade da diferença “PDIFF” (P<0,05). O acúmulo de forragem foi maior no sistema de ILP, com 29940 kg MS ha-1 em relação aos sistemas de pecuária e pecuária-floresta que obtiveram em média 13215 kg MS ha-1. O maior acúmulo de forragem no sistema ILP é devido ao aumento da fertilidade do solo que ocorre com a rotação da lavoura nas áreas de pastagens. Durante os dois anos precedentes, o cultivo de soja e milho contribui para a melhoria nos níveis de fertilidade de solo. O maior acúmulo de forragem pode não ser diretamente traduzido em produção animal, pois ainda é preciso garantir eficiência de colheita e conversão pelos animais. Conclui-se que sistemas lavoura-pecuária apresentam grande potencial de aumento no acúmulo de forragem, o que pode ser uma ferramenta para a intensificação de sistemas pecuários.

Palavras-chave


Lavoura-pecuária, Pecuária-floresta, Sustentabilidade