Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Representação Social dos Conselheiros Comunitários de Segurança, sobre o controle social e segurança pública
EDSON BENEDITO RONDON FILHO, GENISON BRITO ALVES LIMA

Última alteração: 08-10-18

Resumo


Esta pesquisa designada “Representação Social dos Conselheiros Comunitários de Segurança, sobre o controle social e segurança pública”, reflete a realidade dos conselhos comunitários em sua interação com o sistema de justiça criminal, na concretização de seus anseios, sob a seguinte problematização: Como as representações sociais dos conselheiros comunitários de segurança na região do Pedra 90, a respeito do controle social e segurança pública, interferem na atuação dos respectivos CONSEGs? O objetivo é entender como as representações sociais dos conselheiros comunitários de segurança na região do Pedra 90, a respeito do controle social e da segurança pública, interferem na atuação dos CONSEGs. O estudo parte da abordagem da Teoria das Representações Sociais (TRS) de Serge Moscovici e seus colaboradores, adotando ainda os princípios da Teoria do Agir comunicativo de Habermas. A investigação tem enfoque qualitativo, apresenta por princípio de delineamento o estudo de caso, quanto à natureza ela é aplicada, e no que concerne aos objetivos trata-se de um estudo descritivo. Por tratar-se de uma pesquisa de estratégia abdutiva, buscando a significação do fenômeno, utiliza-se o grupo focal como principal técnica na coleta de dados, discussão coletiva que transcorre em um estúdio, devidamente preparado, para gravar em sete pistas (cada uma das vozes), registrado por meio de vídeo, com mediação específica entre sete membros do CONSEG da região do Pedra 90, observando as sincronias e diacronias, para identificar o que está presente ou não  nas suas representações, e assim atender ao objetivo específico de “compreender o processo de formação das representações sociais dos conselheiros comunitários de segurança.” Apesar das dificuldades enfrentadas, houve muito avanço nas atividades prospectadas, pois, além da Introdução, a dissertação foi organizada em cinco capítulos, o primeiro chamado de “TRILHAS METODOLÓGICAS: o caminho percorrido”, trata dos procedimentos técnicos, os caminhos que foram percorridos ao longo da pesquisa. No segundo capítulo, denominado “POLÍTICA E CONTROLE – o constructo que envolve o objeto de pesquisa” aborda-se o Estado e suas ações intervenientes e de coparticipação com o CONSEG Pedra 90, ou seja, como se constitui o objeto.  O terceiro capítulo, tendo como título “CONSEG PEDRA 90 – aspecto de relevância do objeto de estudo” envolve a historicidade, características básicas e fatores imprescindíveis para compreensão do ambiente de sua atuação. O quarto capítulo intitulado “REPRESENTAÇÃO SOCIAL E AÇÃO COMUNICATIVA: a conformação teórica da pesquisa” considera a teorética envolvida. O quinto e último capítulo, nomeado de “TRATAMENTO E INTERPRETAÇÃO DOS DADOS” traz inserto a apreciação e interpretação dos dados coletados, que, mediante análise de conteúdo, realizada com suporte do programa NVivo.10, possibilitará a apresentação dos resultados que darão amparo as considerações finais.

 

 

 



 


Palavras-chave


Conselho comunitário de segurança; Controle social; Segurança pública; Participação social; Representações sociais.

Referências


HABERMAS, Jürgen. Teoria do Agir Comunicativo: Racionalidade da ação e racionalidade social. Tradução de Paulo Astor Soethe. São Paulo. WMF Martins Fontes, 2012. Vol. I. Título original: Theorie des kommunikativen Handelns: Handlungsrationalität und gesellschaftliche Rationalisierung, 1981.

 

______. Teoria do Agir Comunicativo: Sobre a crítica da razão funcionalista. Tradução de Flávio B. Siebeneichler. São Paulo. WMF Martins Fontes, 2012. Vol. II. Título original: Theorie des kommunikativen Handelns: Zur Kritik der funktionalistischen Vernunft, 1981.

 

MOSCOVICI, S. A representação social da psicanálise. Tradução de Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

 

NVIVO: http://www.qsrinternational.com/other-languages_portuguese.aspx