Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
EMPODERAMENTO DE MENINAS: A DIMENSÃO DO ESPAÇO ESCOLAR NO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO FEMININA
Anelize Castedo França, Anelize Castedo França

Última alteração: 15-10-18

Resumo


O projeto de dissertação denominado “Empoderamento de meninas: a dimensão do espaço escolar no processo de emancipação feminina”, tem como objetivo geral, analisar as diferentes formas de poder, a partir das concepções de meninas adolescentes, bem como, o modo como elas constroem suas estratégias de empoderamento nas relações cotidianas, delineado a partir do problema:  como as meninas atribuem o significado de poder e como criam suas estratégias de empoderamento? -  Essa pesquisa qualitativa, terá como participantes, meninas estudantes do ensino médio de uma escola pública, da rede estadual de ensino de Cuiabá, em Mato Grosso, no curso do ano letivo de 2019. A predição contida neste trabalho, é de que a concepção de poder está ligada a condição de reconhecer a dimensão de suas capacidades, em que a partir do questionamento dos padrões sociais existentes em interface comas interações sociais, reelaboram comportamentos, identidades e concepções de feminilidade como estratégia de empoderamento. Os recursos teórico-metodológicos, consistirá na utilização de pesquisa bibliográfica, sob o aporte dos estudos de gênero e teorias feministas, aplicação de questionários, realização de entrevistas em profundidade individuais e em grupo focal. Ao eleger o espaço escolar como ponto de partida, considera-se as latentes manifestações das percepções de poder entre meninas às formas como interagem, tornando-se um terreno propício para apreensões de aspectos que moldam a reformulação e a compreensão de novas representações.

 

Palavras- chaves: Gênero, Interações sociais, Meninas, Poder.

 


Palavras-chave


GÊNERO, INTERAÇÕES SOCIAIS, MENINAS, PODER