Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
COMPORTAMENTO DE SEMENTES DE CULTIVARES DE SOJA, SUBMETIDAS A DIFERENTES PERÍODOS DE ENVELHECIMENTO ACELERADO
sharrine oliveira marra, Antonio Tavares Neto

Última alteração: 18-10-18

Resumo


A soja Glycine max (Merri), é uma das pricipais plantas produtoras de grãos cultivados no Brasil, sendo responsável por aproximadamente 42% da produção de grãos. A qualidade fisiológica da semente de soja é afetada negativamente pela deterioração de campo, que ocasiona o dano por umidade. Esse dano é oriundo das oscilações da umidade decorrentes de chuvas, neblina e orvalho, principalmente quando associadas com temperaturas elevadas, provocando rugas características no tegumento dos cotilédones na região oposta ao hilo. Esse efeito é decorrente de sucessivas hidratações e desidratações do tegumento e dos cotilédones em proporções diferentes. O experimento será realizado na Universidade Federal de Rondonópolis, pertencente ao município de Rondonópolis-MT.  Terá como objetivo avaliar o comportamento germinativo de sementes de soja, nas seguintes variedades Nidera 7670, Msoy 7739, TMG 1182 e IAC-8 submetidas ao processo de envelhecimento acelerado. Inicialmente as sementes serão submetidas ao teste de germinação, realizado com cinco repetições de 50 sementes de cada cultivar, distribuídas uniformemente ao substrato de papel de germinação tipo Germitest já esterilizado em estufa a 160°C por uma hora e previamente umedecidos com água destilada, na proporção de 2,5 vezes a massa do papel não hidratado. Os rolos foram acondicionados em sacos plásticos posicionados verticalmente no germinador tipo BOD a 25°C com avaliação no 8° dia, contando as plântulas normais, anormais e mortas. Para a realização do teste de envelhecimento acelerado foi adotado o método de caixas plásticas de germinação com tela suspensa. Uma amostra de aproximadamente 200 sementes de cada cultivar e tratamento, acondicionada em camada única sobre tela em caixa plástica de germinação contendo 40 ml de água deionizada, foram mantidas em câmara BOD a 41°C, pelos períodos pré-determinados de 48, 72 e 96 horas. Na sequência procederá a montagem do teste de germinação conforme descrito anteriormente. A avaliação ocorrerá no 7° dia, mensurando as plântulas normais, anormais e mortas. Para análise entre as médias das temperaturas das cultivares será efetuada a Análise de Regressão, por ser um fator quantitativo os resultados serão analisados e submetidos à análise da variância, sendo as médias dos tratamentos comparadas entre si pelo teste Scott Knott a 5% de probabilidade de erro utilizando o Software SISVAR