Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
Criminalidade Feminina: De vitimas a autoras de homicídios
Fabiana Benedita Ferreira de Siqueira Thiel

Última alteração: 15-10-18

Resumo


Criminalidade Feminina: De vítimas a autora de homicídios, com objetivo principal de analisar o motivo que levaram as mulheres ao cometimento do crime de homicídio. A pesquisa ocorrerá na penitenciaria Feminina do Mato Grosso, seus objetivos específicos serão compreender as trajetórias sócio criminais das mulheres que cometem homicídio, identificar o perfil e os tipos das vítimas e compreender as implicações numa perspectiva de gênero pelo cometimento de homicídio. Utilizar-se-á metodologia qualitativa para compreender e interpretar os comportamentos e narrativas das mulheres; os instrumentos de coleta serão: entrevistas semiestruturadas e análise de história de vida. Os resultados esperados são produção de estudos para avançar no conhecimento produzido referente à mulher homicida e o que o crescimento de incidência de mulheres na criminalidade tem se remetido nas transformações dos papéis sociais historicamente atribuídos a homens e a mulheres.

 


Palavras-chave


Mulheres, Criminalidade Feminina, Homicídio, Gênero

Referências


O referencial teórico será pautado nos autores, Emile Durkheim (1995) e os conceitos sobre crime e inserção social, Michel Foucault (1996 e 2015) e as formas de poder e punição,  Pierre Bourdieu (2004) e o poder simbólico, violência simbólica, Erving Goffmam (1982)  estigma e as identidades deterioradas, Helieth Saffioti ( 2004) com conceito de violência de  gênero e Scott (1995) gênero como uma categoria de análise, assim como raça e classe.