Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, X Mostra da Pós-Graduação: Direitos Humanos, trabalho coletivo e redes de pesquisa na Pós Graduação

Tamanho da fonte: 
A prática psicossocial a partir da Psicologia Social Comunitária por meio de grupos de reflexão com mulheres em situação de rua, na rua.
Carine Muller Paes de Barros, Amailson Sandro Barros

Última alteração: 16-10-18

Resumo


A presente proposta de trabalho será desenvolvida ao decorrer da prática de mestrado em psicologia na Universidade Federal de Mato Grosso, com a proposta de realização de um grupo de reflexão a ser exercido com mulheres que estão em situação de rua, nos espaços da rua, na cidade de Cuiabá-MT. Os objetivos do trabalho de um modo geral são verificar a potencialidade do trabalho em grupo enquanto prática de conscientização, politização e de atendimento psicossocial na rua a mulheres em situação de rua. Buscaremos também investigar os significados psicossociais que as participantes do grupo têm em relação à condição de mulheres em situação de rua; analisar como o trabalho em grupo propicia espaço de trocas de experiências e de conhecimentos entre as participantes e observar de que forma a participação no grupo influencia no fortalecimento pessoal, social e político das mulheres em situação de rua. Como referencial teórico-metodológico para este estudo será adotado a Psicologia Social Comunitária Latino-Americana e da Educação Popular, utilizando autores como Paulo Freite, Maria de Fátima Quintal de Freitas, Maritza Montero, Silva Lane e Ignácio Martín-Baró. A pesquisa será qualitativa com viés participante, com encontros semanais, com duração média de duas horas por encontro. Serão realizados na região central de Cuiabá, onde conforme dados já levantados anteriormente, ocorre a maior concentração dessas mulheres. Os encontros serão abertos ao publico geral, com restrições somente relacionadas à idade (maiores de 18 anos) e gênero (somente participarão mulheres, sendo elas cis ou trans). Serão utilizadas atividades lúdicas como ferramentas para trabalhar as ações deste grupo e cada encontro será gravado em áudio, posteriormente, transcritos e as gravações apagadas (conforme indicações do comitê de ética e pesquisa) para análise de conteúdo.  As temáticas trabalhadas no grupo serão de sugestão das próprias participantes, porém algumas questões possíveis para nortear este estudo são: Como o trabalho com grupo pode contribuir para o processo de conscientização e politização da vida cotidiana dessas mulheres? E quais os ganhos e desafios de um trabalho com grupo de reflexão com mulheres em situação de rua, orientado pela Psicologia Social Comunitária? Espera-se por esse estudo poder contribuir para o protagonismo das mesmas no processo de reflexão na ação e na formação de uma rede de apoio social mais solidária, política e afetiva entre elas, por meio dos encontros do grupo. Também se espera que os resultados dessa pesquisa possam demonstrar a eficácia do trabalho com grupo e contribuam para a práxis da Psicologia Social Comunitária e ao campo das práticas psicossociais desenvolvidas com pessoas em situação de rua.


Palavras-chave


Mulheres em Situação de Rua; Psicologia Social Comunitária; Grupo de Reflexão.