Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IX MOSTRA DE EXTENSÃO

Tamanho da fonte: 
AÇÕES DE EXTENSÃO PARA A PROMOÇÃO DA AUTONOMIA DE GESTANTES
Áurea Christina Paula Corrêa, Cristiane Cavalcante Gomes Ferreira, Aline Graziele Almeida Santos, Renata Marien Knupp Medeiros

Última alteração: 19-09-18

Resumo


INTRODUÇÃO: O modelo obstétrico vigente é caracterizado por práticas intervencionistas que não valorizam a fisiologia do parto e as necessidades individuais da mulher, dessa forma, contribuem para a restrição da autonomia da parturiente com impacto negativo em sua experiência de parto e nascimento. Em contrapartida, o movimento de humanização do parto propõe uma assistência centrada em práticas que favoreçam a autonomia e protagonismo da mulher no processo parturitivo. OBJETIVO: Relatar as ações realizadas pelo projeto de extensão “Meu Parto”. MÉTODO: Trata-se de um relato de experiências de um projeto de extensão em andamento, realizado através de uma metodologia problematizadora, baseada do Arco de Maguerez. As ações são realizadas em uma Unidade de Saúde da Família (USF) localizada no município de Cuiabá, Mato Grosso. As atividades iniciaram em maio de 2018 e conta com doze gestantes que aceitaram participar de práticas educativas grupais e da pesquisa, assinando o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Júlio Muller (parecer nº 2.441.206). RESULTADOS: As práticas educativas problematizadoras realizadas com as gestantes têm promovido à participação ativa destas e de seus acompanhantes no processo de conhecimento e facilitado o acesso a informações de modo crítico e reflexivo. As ações do projeto têm se pautado no diálogo, no vínculo e nas relações livres de coerção. Dentre os resultados parciais, destaca-se a mudança de atitudes e comportamento das gestantes e acompanhantes, principalmente em relação a via de parto. CONCLUSÃO: Conclui-se que práticas educativas pautadas em metodologias, problematizadoras favorecem o exercício da autonomia, pois coloca o sujeito como corresponsável pela construção do conhecimento. Assim, os resultados prévios do projeto de extensão Meu Parto apontam para a potência existente nesta proposta.


Palavras-chave


humanização do parto, autonomia pessoal, tomada de decisão, educação pré-natal.

É necessário inscrever-se na conferência para visualizar os documentos.