Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VII Semana Acadêmica da Faculdade de Educação Física e X Seminário de Socialização de Práticas de Estágio

Tamanho da fonte: 
NÍVEIS DE MOTIVAÇÃO E ATIVIDADE FÍSICA EM ACADÊMICOS DE EDUCAÇÃO FÍSICA
JOANA CLARA POMPEU SALDANHA, MARCUS VINÍCIUS MIZOGUCHI

Última alteração: 29-07-19

Resumo


Joana Clara Pompeu Saldanha
Marcus Vinícius Mizoguchi


O ingresso de indivíduos e a finalização do curso no Ensino Superior no Brasil têm impedimentos desde a escolha do curso até sua conclusão. Entende-se que um dos principais fatores que pode ocasionar o abandono é a desmotivação dos acadêmicos para com a instituição ou o curso. Isso se deve ao fato dos indivíduos ingressarem no ensino superior pelos valores sociais, retorno financeiro ou influência familiar, levando a comportamentos passivos, estudando somente próximos das avaliações, fazendo poucas anotações, e realizando apenas o que lhe é obrigatório. O presente estudo tem como objetivo investigar o nível de motivação acadêmica e o nível de atividade física em acadêmicos de educação física. Amostra será composta por 240 acadêmicos do curso de educação física em uma instituição de ensino superior pública, (curso de licenciatura e bacharel), de todos os semestres vigentes. A coleta será realizada durante o horário de aula e terá como critério de inclusão que os acadêmicos estejam em seu semestre regular, e serem maior de idade. Para critério de exclusão serão excluídos aqueles que não assinarem o termo de consentimento livre e esclarecido e não preencher o questionário corretamente. Os instrumentos de coletas utilizados: será a Escala de Motivação Acadêmica (EMA), constituída de 28 afirmativas, correspondente a motivação intrínseca, extrínseca e desmotivação, e para mensurar o nível de atividade física, o questionário internacional de atividade física (IPAQ), que é constituído de perguntas referente à frequência de atividade física vigorosa ou moderada e caminhadas realizadas na última semana pelo entrevistado. Para a análise de dados será utilizados: o teste Kolmogorov-Smirnov, Anova de Medidas Repetidas e Mann-Whitney. Acredita- se que os acadêmicos de educação física apresentarão níveis de motivação e de atividade física adequada por serem da área da saúde, gerando assim a hipótese do estudo. Os resultados obtidos nesta pesquisa podem ser relevantes para futuros planejamentos pedagógicos voltados aos fatores que interferem nos níveis motivacionais de acadêmicos e sua relação com a permanência dos mesmos no curso ao qual foram matriculados, podendo auxiliar os docentes de ensino superior a compreender melhor os mesmos. Tal ação leva a um diagnóstico que verifica a mudança de comportamento na motivação desses acadêmicos ao longo da formação.

Palavras-chave: Motivação; Atividade Física; Acadêmicos.