Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, VII Semana Acadêmica da Faculdade de Educação Física e X Seminário de Socialização de Práticas de Estágio

Tamanho da fonte: 
A CONCEPÇÃO DE GINÁSTICA DE ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO DE CUIABÁ: UM INVENTÁRIO
Anna Carolyna Costa Marques, Jeniffer Oliveira Reis, Leticia Dias Barros, Tânia Aparecida Fontes, Sebastião Gomes Silva, José Tarcísio Grunennvaldt

Última alteração: 13-08-19

Resumo


O trabalho é resultante de uma experiência desenvolvida na Disciplina Estágio Supervisionado IV, realizado pelos acadêmicos de Educação Física da FEF/UFMT junto aos estudantes do Ensino Médio do Instituto Federal de Mato Grosso no semestre letivo 2019/1. A investigação objetivou levantar as concepções de ginástica presentes nas respostas dos estudantes os quais foram submetidos às aulas com o conteúdo Ginástica que responderam à pergunta o que é ginástica. Tal objetivo desencadeou o seguinte problema de pesquisa: Quais as concepções de ginásticas estão presentes nos relatos 41 estudantes de 1º e 2º anos do Ensino Médio do IFMT-Cuiabá, Cel. Octayde Jorge da Silva. As respostas foram colhidas antes de se iniciar a unidade de ensino de ginástica que foi desenvolvida pelas estagiárias da FEF/UFMT. O inquérito inicial era constituído por cinco questões das quais utilizou-se somente uma delas. Tendo em vista a base material levantada a partir das respostas dos estudantes, optou-se por seguir a classificação do livro Práticas Corporais e a Organização do Conhecimento, com ênfase no capítulo de número três “Ginásticas, Danças e Atividades Circenses” sugerido por Souza (2008, apud Rinaldi, 2014) cinco campos de atuação das ginásticas. Com efeito, das respostas das estudantes chegou-se às seguintes concepções de ginástica. Dos respondentes, treze respostas incidiram no conceito de Ginástica de Consciência Corporal, com equivalência a 32%. Na mesma proporção de incidência equivalendo a 32% encontramos a Ginástica de Competição. A Ginástica de Demonstração foi bastante lembrada, ficando com 9 respostas, totalizando 22%. Seis sujeitos associaram sua representação de ginástica ao Condicionamento Físico, o que representa 14% dos resultados da pesquisa. Nas respostas não houve incidências à referência à Ginástica Fisioterápica. Possivelmente, a não incidência ocorreu tendo em vista a sua condição juvenil de não se preocuparem ainda com as possíveis limitações de movimentos corporais. Pode-se concluir que os estudantes que optaram por realizar aulas de ginásticas na Educação Física, ao serem inquiridas acerca do que é ginástica, trazem suas concepções pré-vulgares das experiências anteriores e das informações que tenham tido acesso das mídias e, portanto, compreendem o que possivelmente já tenham vivenciado alguns tipos de ginásticas dessa forma utilizando-se de respostas que se aproximam das tipificações ginásticas correntes da literatura específica. Palavras-chave: Ginástica. Educação Física. Estágio Supervisionado. Ensino Médio.