Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
Desafios no programa de monitoria em Patologia Geral para o curso de medicina com metodologia ativa
Luís Filipi Caetano Rodrigues, Beatriz Cordeiro Santos, Neiva Pereira Paim, Aline Morandi Alessio

Última alteração: 04-10-17

Resumo


O programa de monitoria em Patologia Geral foi proposto para atender o componente curricular de Proliferação Celular do 2º ano do curso de Medicina com o intuito de elucidar os conhecimentos gerais e específicos de patologia. Desta maneira, os objetivos do programa foram fornecer suporte para os alunos, estimular a adesão e verificar a sua influência na avaliação. Para o programa foi oferecido 4 encontros de monitoria, sendo 2 plantões de dúvidas e 2 simulados. Também foi feito o auxilio à aula teórico-prática de anatomia patológica com o uso de peças anatômicas acometidas por neoplasias abordadas nos conteúdos das sessões tutoriais. Nos plantões de dúvidas, ocorreu uma baixa adesão dos alunos, com 2 (3,57%) no primeiro encontro e nenhum no segundo. Na aula teórico-prática, estiveram presentes 34 alunos (60,71%). No primeiro simulado houve uma adesão de 6 alunos (10,7%) e, no segundo, 24 (42,85%).  Apesar da média das notas dos alunos que participaram do programa de monitoria (5,53±0,84) ser maior do que os alunos que não estiveram presentes (5,23±0,60), não houve diferença estatística quando comparadas as notas dos grupos (P=0,09). Vale ressaltar que o grupo que participou das monitorias obteve a maior nota (7,15) e também a menor nota (3,98) na avaliação. Para oferecer o suporte adequado aos alunos é imprescindível a adesão dos mesmos. Para aumentar essa adesão ao programa foi necessário inovar através da aplicação de simulados. Observou-se uma influência positiva nas notas dos alunos que participaram das atividades propostas pelo programa.


Palavras-chave


medicina; monitoria; patologia geral