Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
A UTILIZAÇÃO DE FILMES COMO RECURSO PEDAGÓGICO NO ENSINO DE PSICOFARMACOLOGIA
Joyce Fernandes Gomes Pereira, Pacífica Pinheiro Cavalcanti

Última alteração: 05-10-17

Resumo


Os recursos audiovisuais tem sido frequentemente utilizados como facilitadores no processo-ensino aprendizagem. Durante a disciplina de Farmacologia I, cursada no 3º período do curso de Enfermagem-UFMT-Sinop, foi abordado o conteúdo de psicofarmacologia, para isso fez-se necessário compreender o que é sofrimento psíquico. O portador de sofrimento psíquico é aquele que padece de algo cuja origem, muitas vezes, ele desconhece e que pode levá-lo a reagir de forma imprevista. Dessa forma, este trabalho relata uma experiência com a utilização de filmes como ferramenta pedagógica na disciplina de Farmacologia I, cujo objetivo foi estudar as psicopatologias, compreendendo a fisiopatologia e, principalmente, tratamento de cada uma delas, bem como avaliar o uso desse recurso pelos acadêmicos. Após as aulas teóricas expositivas acerca dos temas, relatando o sofrimento psíquico e suas decorrências, destacando os sintomas mais comuns, fisiopatologia envolvida e tratamento adequado, foi proposto como trabalho extraclasse que consistia em solicitar aos acadêmicos que assistissem um filme que tinha sido selecionado previamente, pois abordavam psicopatologias, com foco aos diversos sintomas e os aspectos biopsicossociais em torno dos personagens que representam pacientes psiquiátricos. Ao final de cada filme, os estudantes deveriam preparar um relato indicando: a patologia, os personagens (pacientes) envolvidos, as manifestações clínicas, a terapêutica farmacológica indicada; citando os aspectos farmacocinéticos farmacodinâmicos e, além dos prováveis efeitos adversos. Em um segundo momento em sala de aula, houve apresentação de relato, seguido de uma discussão farmacológica embasada no referencial teórico da aula anterior e complementada pela reflexão e entendimento de situações clínicas observadas nos filmes assistidos. O filme, como complemento de um conteúdo pedagógico, tem importância por sensibilizar o aluno para o tema escolhido. Após avaliação qualitativa (descrita como interessante e rica para ajudar na vivência prática da observação) da metodologia usada através de questionário aplicado, pode se concluir que o uso de filmes como instrumento de aprendizagem deixou materializada a relação entre a teoria ministrada em aula e a aplicabilidade dela, resultando em um conjunto de conhecimento teórico-prático, que irá nortear as ações do enfermeiro enquanto profissional da saúde. Por ser uma atividade lúdica e prazerosa, o filme prende a atenção dos discentes e ajuda no desenvolvimento das relações humanas, uma vez que o aluno pode debater com seus pares e trocar informações para aprofundamento e construção do conhecimento de forma mais dinâmica.

Palavras-chave: Farmacologia, educação superior, aprendizagem.

Referências


MENDONÇA, J. R. C., GUIMARÃES, F. P. Do quadro aos "quadros": o uso de filmes como recurso didático no ensino de administração. Cadernos Ebape. BR, Número Especial  - Ago 2008.

SANTOS, S. N., NORO, A. Ouso de filmes como recurso pedagógico no ensino da neurofarmacologia. Comunicação Saúde e Educação v.17 n.46 p.705-14, Jul/Set 2013.