Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
UMA ANÁLISE RETROSPECTIVA DO PROJETO “DE OLHO NO FUTURO”
Frederico Vieira Mota, Thiago Vargas Silva Costa, William Renato Neves Nardelli, Mario Mateus Sugizaki, Fabiola Cieslak Roque, Douglas Yanai, Aline Morandi Alessio

Última alteração: 19-10-17

Resumo


Sabendo que aproximadamente 20% das crianças em idade escolar têm algum distúrbio oftalmológico, e que 12% das que estão nos primeiros anos escolares têm indicação de correção óptica, há três anos surgiu o projeto de extensão “De olho no futuro”. Os objetivos deste trabalho foram apresentar a evolução e comparar os dados nos anos de 2015, 2016 e 2017. O projeto realiza a triagem oftalmológica nos alunos do primeiro ano do ensino fundamental em todas as escolas da rede pública de Sinop e oferece gratuitamente consultas oftalmológicas e óculos. Em 2015, quando iniciamos o projeto, o foco foi no treinamento dos docentes e alunos para a realização das triagens nas escolas bem como na dinâmica no dia do mutirão, sendo formadas equipes para o atendimento, como recepção, recreação, triagem, retriagem e consulta oftalmológica. Foram encaminhadas 376 crianças para o dia do mutirão e 61 receberam óculos. Porém, o registro de outros dados do projeto foi falho e poucas informações foram arquivadas. Em 2016, já com a equipe treinada foi feito o aperfeiçoamento da triagem com os alunos e docentes, sendo 417 escolares encaminhados e 63 receberam óculos. Também foi feito o registro dos alunos que receberam óculos, o que permite um acompanhamento no futuro ou uma nova avaliação. O tempo do término no dia do mutirão previsto foi menor em relação ao ano anterior.  Em 2017, ocorreu a implantação de um sistema informatizado no dia do mutirão, os dados coletados nas escolas alimentaram o sistema e as equipes tinham acesso via internet a todas informações dos alunos. As equipes foram previamente formadas para realizar treinamento antes do dia do evento, fato esse que contribuiu para uma melhor integração e aprimoramento nos grupos de triagem, retriagem e consulta oftalmológica. Este ano foram encaminhados 367 alunos e 73 receberam óculos. O tempo previsto para a finalização das atividades foi menor em relação ao ano anterior, o que superou nossas expectativas. O projeto vem se aprimorando a cada ano, com uma perspectiva positiva após a implantação do sistema, pois agora é possível rastrear os dados registrados bem como arquivá-los. Além disso, a triagem realizada nas escolas poderá ser feita online nos próximos anos. Comparando os resultados obtidos concluímos que a cada ano o projeto vem atingindo cada vez um número maior de crianças que receberam os óculos em um menor tempo de atendimento.

 


Palavras-chave


Acuidade visual; Crianças; Triagem oftalmológica.