Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
ÍNDICES DE CONFORTO TÉRMICO PARA MUNICÍPIO DE JUARA- MT
Aparecida da Silva Pereira, Christiano Michel Fernandes Freitas, Elias Antônio Morgan, Jonathan Willian Zangeski Novais, Elisidério Rodrigues Alves, Fabiana Aparecida da Silva Pereira

Última alteração: 05-10-17

Resumo


O clima vem mudando muito nesses últimos anos, diversos fatores influenciaram para que essa mudança ocorresse ano após ano. O conforto térmico animal está relacionado à adaptação do animal ao ambiente, a exposição dos animais ao sol, influencia na produtividade final. A partir do exposto, tem-se que o objetivo geral deste trabalho foi avaliar índices de conforto térmico para bovinos no município de Juara– MT, Brasil. Utilizou-se a coleta de dados pelo site do INMET – Instituto Nacional de Meteorologia (Agrometeorologia/ Pecuária/ Conforto Térmico) para gerar o gráfico de índice de conforto térmico no ano 2016 para o município de Juara. Após esse procedimento, foi utilizado a método de índices de THOM (1959), no qual classifica os parâmetros para conforto térmico animal, em especial, para bovinos. Os parâmetros mencionados foram definidos para as seguintes zonas de conforto e desconforto térmico para pessoas e animais, tais como: a) ITU < 74: conforto térmico adequado; b) 74 ≤ ITU < 79: ambiente quente, c) 79 ≤ ITU < 84: condições ambientais muito quentes, e d) ITU > 84: indica condição extremamente quente. Conforme gráfico elaborado para o município de Juara no período de Janeiro a meados de Maio não houve índices de conforto térmico com alta oscilação entre alerta e perigo, ainda em Maio foi que se obteve um decréscimo para a zona de conforto térmico, no final de mês houve um salto para a zona de perigo novamente mas vindo se estabilizar entre as linhas de conforto térmico e alerta até o mês de dezembro. O município de Juara é considerado uns dos grandes polos da agropecuária conforme dados do INDEA (Instituto de Defesa Agropecuária) na região noroeste de Mato Grosso. O conforto térmico é de suma importância para a produção animal, visto que há uma grande influência na produtividade final e prezar pela ambiência do animal onde ele pasteja, o estresse térmico causa perda de peso, aumento da ingestão de água, nas fêmeas a diminuição do leite e consequentemente bezerros mais fraco e impróprio para comércio venda e revenda, prejudica na produção e reprodução do animal, o que reflete prejuízo nos lucros do empresário, então ressalta-se no ambiente físico tem grande influência na fisiologia do animal.


Referências


THON, E. C. Cooling degress-day air conditioning, heating, and ventilating. Transactions of the ASHRAE, St. Joseph, V. 55, n.7, p. 65-72, 1958.