Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
ATUAÇÃO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE EM UM GRUPO EDUCATIVO NA ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA: APROXIMAÇÃO COM AS NECESSIDADES DAS GESTANTES
LIGIA PAULA LONGHI, Priscilla Shirley Siniak dos Anjos Modes, Ana Maria Nunes da Silva, Vanda Patricia da Silva Santos, Thais Pereira da Silva

Última alteração: 09-10-17

Resumo


No processo de trabalho das equipes da Estratégia Saúde da Família (ESF) é prevista articulação e integração entre os seus profissionais. Para o desenvolvimento do conjunto das ações preventivas, promocionais e curativas de saúde, no âmbito da Atenção Básica, se coloca como premente o envolvimento de todos os membros da equipe e a consolidação de práticas intersetoriais. Como parte da equipe, os Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) representam o “elo” integrante com a comunidade, aproximando-se dos indivíduos e famílias e de suas necessidades de saúde. Dito isto, o presente trabalho relata a experiência do Projeto de Extensão “Ninho de Cuidado: Antes, Durante e Depois do Nascimento”, desenvolvido em parceria entre a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Curso de Enfermagem, câmpus Sinop-MT e a Secretaria Municipal de Saúde de Sinop-MT, por meio da unidade de Saúde da Família Jacarandás e de seus trabalhadores. Objetiva-se analisar a participação dos Agentes Comunitários de Saúde, com ênfase no seu papel de “aproximador” das necessidades de saúde das gestantes, em cumprimento com as normativas da Política Nacional de Atenção Básica. Cabe destacar que o projeto de Extensão visa atender a gestantes e acompanhantes durante o ciclo gravídico puerperal, assistindo-as e ofertando orientações em saúde através de práticas educativas dinâmicas e participativas. Assim, no período de maio a setembro de 2017, no grupo de gestantes, foram desenvolvidas ações como: Rodas de conversa com temas relacionados ao puerpério, alterações biológicas e psíquicas no período gravídico, oficinas sobre métodos de ao alívio da dor no trabalho de parto e orientações práticas no que tange os cuidados com o recém-nascido e identificação da depressão pós-parto. Da análise, constatou-se a importante participação dos ACSs, operando como “elo” entre a UFMT, a equipe da unidade de saúde, as gestantes e suas famílias. Eles colaboram para o planejamento dos grupos educativos, cujas ações foram orientadas a partir da identificação das necessidades de saúde das gestantes pelos ACSs. Os mesmos ainda participaram da operacionalização das reuniões mensais, envolvendo-se nas atividades previstas, propondo temas e didáticas que atendessem as necessidades das gestantes, objetivando a ampliação do conhecimento e desenvolvimento da autonomia da mulher para as questões relativas ao período gravídico puerperal. Através do envolvimento dos ACSs foi possível direcionar as atividades de acordo com as necessidades daquele grupo. Deve-se fortalecer a participação dos agentes, com vistas a um cuidado centrado nas gestantes, em suas famílias e necessidades.

Palavras-chave


Trabalho em Equipe, Enfermagem em Saúde Comunitária, Agentes Comunitários de Saúde