Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
TEOR DE PB DO CAPIM-PAIAGUÁS EM SOLO COM NÍVEIS DE DENSIDADE ADUBADO COM DEJETO DE SUÍNOS
Thiago Auros Kipert

Última alteração: 10-10-17

Resumo


O manejo sustentável de resíduos orgânicos é cada vez mais reivindicado por órgãosambientais no cenário atual, o que influi em alternativas de utilização do mesmo nasáreas de pastagens. O objetivo do trabalho foi avaliar teor de proteína bruta do capim-paiaguás cultivado num solo compactado e adubado com dejeto de suínos. Oexperimento foi realizado em casa de vegetação na UFMT, Campus de Cuiabá, MT. Odelineamento experimental foi o inteiramente casualizado com 12 tratamentos e trêsrepetições. Os tratamentos foram arranjados em esquema fatorial 3x4, sendo: três níveisde densidade do solo (NDS) 1,0; 1,2 e 1,3 g cm - ³ e quatro volumes de dejeto líquido desuínos (DLS) 0; 100; 200; 300 m³ ha -1 , tendo como planta teste U. brizantha “Paiaguás”.O solo foi corrigido a fim de elevar a saturação por bases para 45%. As unidadesexperimentais foram organizadas em colunas de PVC de 200 mm de diâmetro. Essecoluna foi seccionado em 4 cilindros, sendo um com 5 cm de espessura e três com 10cm de espessura, respectivamente, constituindo assim uma coluna de 35 cm de altura. Osolo foi compactado de acordo com as densidades de solo, e adubado utilizando DLS noqual foi homogeneizado, disponibilizando quantidades diferentes de nutrientes deacordo o volume de DLS utilizado e massa de solo das densidades comcomplementação mineral. As sementes do capim foram semeadas diretamente nascolunas e 15 dias após foram selecionadas quatro e cortadas a 15 cm do solo parauniformização. Em laboratório determinou-se o teor de proteína bruta (PB) pelo métodode destilação. Os dados foram submetidos à análise de variância, e de regressão para osvolumes de DLS e teste Scott-Knott para os NDS a 5% de probabilidade. Houveinteração entre os fatores de estudo. O teor de PB foi melhor nas densidades 1,0 e 1,2 gcm -3 com média de 10,5%. O maior teor de PB foi encontrado no NDS 1,2 cm -3 com5,52% quando o capim recebeu 212 m³ ha -1 , o qual pode ser ao efeito de diluição, umavez que o corte da planta foi efetuado a 5 cm do solo incidindo em maior participaçãode colmos, que tem menor concentração de PB comparativamente as folhas. Conclui-seque o capim-paiaguás demonstrou capacidade de produzir mais em maior densidade dosolo (1,3 g cm -3 ). O volume de DLS que proporcionou maior teor de PB foi de 212 m³ha -1 .