Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
PROTAGONISMO DO ACADÊMICO DE ENFERMAGEM EM PROJETO DE VIVÊNCIA UNIVERSITÁRIA: HIDROTERAPIA NA GESTAÇÃO
Thais Pereira da Silva, Priscilla Shirley Siniak dos Anjos Modes, Ana Maria Nunes da Silva, Vanda Patricia da Silva Santos, Ligia Paula Longhi, Jéssica Gonçalves Holanda Moraes, Rafael Garcia de Maria

Última alteração: 06-10-17

Resumo


Por protagonismo, sua compreensão pode ser traduzida como sinônimo de participação, autonomia, cidadania e responsabilidade social. Nesta direção, Universidades desempenham importante papel na formação de jovens, protagonistas e comprometidos na construção de uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva. Assim, o presente estudo relata o projeto de Vivência Universitária com gestantes em uma Estratégia Saúde da Família (ESF) de Sinop-MT, destacando o incentivo ao protagonismo do acadêmico de enfermagem. O projeto de Vivência Universitária “Hidroterapia na gestação” executado no mês de outubro de 2015, em 2 períodos (matutino e vespertino), com duração total de 2 horas/período com participação de 06 gestantes (02 participantes pela manhã e 04 à tarde). Na atividade houve envolvimento de graduandos de enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso, câmpus de Sinop - MT, profissionais da saúde e graduandos de fisioterapia da instituição de ensino superior, parceira dos membros do projeto de extensão “Gestação: cuidados que emanam luz”, profissionais de saúde da ESF, gestantes e colaboradores. Foram oferecidas 25 vagas, sendo público-alvo as gestantes em acompanhamento pré-natal na unidade de saúde e participantes do projeto de Extensão. Para divulgação da atividade, foi elaborado um banner disposto na recepção da unidade e confeccionado convites individuais, que foram entregues nas reuniões do projeto, consultas de pré-natal, Agentes Comunitários de Saúde e disponibilizados na ESF. Solicitada inscrição prévia das gestantes para atividade, constando em preenchimento de formulário e autorização médica para prática da hidroterapia. As participantes foram acolhidas ao chegar ao local e receberam um lanche leve, fresco e saudável, além da vestimenta específica para as atividades. Foram orientadas sobre a importância do parto natural e da fisioterapia na gestação, além de informações sobre uso e aplicabilidade da massagem em bebês (shantala). As gestantes desenvolveram exercícios de fisioterapia em solo e na água e de relaxamento na finalização da atividade. Após término das ações, gestantes foram conduzidas à unidade de saúde no transporte disponibilizado pela equipe executora. Os acadêmicos puderam desenvolver um plano de trabalho, implementá-lo e avaliá-lo, aprimorando conhecimentos e aplicando-os na realidade. Por meio do projeto reconheceram relevância da prática de exercícios físicos na gestação; necessidade de articular saberes, práticas e sujeitos para ações de promoção à saúde; e, contribuições em sua formação acadêmica, através de projetos que integrem indivíduos/comunidades. É importante o incentivo ao protagonismo acadêmico, com vistas ao preparo profissional, assentado numa perspectiva de atendimento integral com novas ações de promoção à saúde, incluindo gestantes/acompanhantes.