Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, IV Semana Acadêmica de Sinop

Tamanho da fonte: 
O USO DO MATERIAL MANIPULÁVEL NO ENSINO DA GEOMETRIA EMEB PROFESSORA TACIANA BALTH JORDÃO
DEBORA KEZYA BRASILEIRO CARDOSO BARRETO, Edson PEREIRA BARBOSA, Douglas SALES PAULI, Michelly Trivilin de Morais

Última alteração: 06-10-17

Resumo


O presente trabalho busca evidenciar a importância de trabalhar com material manipulável, visando promover a aprendizagem dos conceitos matemáticos em geometria, através do manuseio dos sólidos geométricos. Este trabalho foi desenvolvido na Escola Municipal de Educação Básica Professora Taciana Balth Jordão por meio da parceria com o Subprojeto “Interdisciplinar em Ciências Naturais e Matemática” do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) da Universidade Federal de Mato Grosso - Campus Universitário de Sinop. As atividades foram desenvolvidas com os alunos dos sétimos anos do ensino fundamental do período vespertino no ano de 2017. Os sólidos geométricos são figuras de acrílico que representam figuras tridimensionais definidas no espaço. Os sólidos apresentados aos alunos foram os prismas de bases: triangular, quadrangular, pentagonal, hexagonal e as pirâmides de bases: triangular, quadrangular e o tetraedro. Os alunos foram divididos em grupo e cada grupo recebeu um sólido, estes tinham que descrever o sólido, as quantidades de arestas, faces, vértices, calcular a área da base, altura e fazer a planificação do sólido. Após realizar as atividades propostas os grupos trocaram de sólidos, sendo assim uma espécie de rodizio, com isto todos os sólidos foram trabalhados. Esta aula ocorreu de modo que a professora regente com o auxílio dos bolsistas instigavam os alunos a relacionarem os sólidos com objetos do seu cotidiano, isto gerou uma discussão que fez com que os alunos chegassem a uma conclusão que a escola era uma representação geométrica, sendo classificada por eles como um prisma de base quadrangular cuja cobertura era uma pirâmide de base quadrangular. Com o uso do material manipulável observamos que a professora regente e os bolsistas se tornaram mediadores, entre o material e os alunos, ampliando as oportunidades e momentos de diálogo, possibilitando o conhecimento de forma diferente e ao mesmo tempo prazerosa. Deste modo podemos afirmar que o uso dos sólidos geométricos contribuiu para o ensino de matemática, desmistificando que a matemática é difícil de ser trabalhada de forma divertida. Por meio das avaliações constatamos que os alunos obtiveram bons resultados no trabalho proposto, e ainda ficaram entusiasmados com a aula diferenciada. A participação dos bolsistas de iniciação à docência nessa atividade foi importante por estes auxiliarem a professora de sala de aula em relação à atenção aos alunos e também para o enriquecimento de sua formação acadêmica e profissional.

Palavras-chave: Ensino-aprendizagem; PIBID; Sólidos Geométricos.