Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
Análise microbiológica de amostra de areia de áreas de recreação do município de Sinop-MT.
Filipe Freitas, Brenda Paz Deecken, Renata Henriques Ragi Pena, Cristina Schmitt Gregolin, Janaina Rigotti Kubiszeski, Milena do Nascimento, Bruno Gomes de Castro

Última alteração: 09-10-18

Resumo


As areias possuem características para servirem de possível habitat para diversos microrganismos, dentre esses microrganismos destacasse as bactérias pela sua facilidade de contaminação durante atividade humana ou animal e capacidade de desencadear enfermidades na população. Praças públicas, quadras poliesportivas, creches e escolas constituem locais de uso público que, sem uma qualidade sanitária adequada, podem acarretar riscos à saúde, principalmente crianças que estão em maior contato com o ambiente contaminado. Este trabalho tem por objetivo monitorar a qualidade microbiológica das areias de áreas de recreação do município de Sinop-MT. Foram analisadas 16 amostras de diferentes pontos da cidade de Sinop – MT. De cada local foram adquiridas cinco amostras de aproximadamente 50 gramas e acondicionadas em sacos plásticos, totalizando um volume aproximado de 250 gramas por área de recreação, as amostras foram coletadas com o auxílio de um coletor universal estéril em uma profundidade de 15 cm. Após a coleta foram acondicionadas em caixas isotérmicas refrigeradas com gelo reciclável e encaminhadas imediatamente para o Laboratório de Doenças Infecciosas da Universidade Federal de Mato Grosso campus Sinop. Para avaliar a qualidade microbiológica das amostras foi realizado o Teste de Diluição Múltipla e posteriormente calculado o Número Mais Provável (NMP/100g) para Coliformes Totais e Coliformes Termotolerantes. As amostras com contagem para Coliformes Termotolerantes foram isoladas e identificado a presença de Escherichia coli através de testes bioquímicos confirmatórios. Das 16 amostras analisadas 6,25% (01/16) estavam fora dos padrões aceitos para presença de Coliformes Totais e 18,75% (03/16) das amostras estavam fora dos limites permitidos para presença de Coliformes Termotolerantes, sendo confirmada a presença de Escherichia coli em 43,75% (07/16) das amostras analisadas. Os resultados demonstraram que apesar da maioria das areias testadas estarem em boas condições de uso estabelecidas por lei, aproximadamente metade das amostras apresentaram contaminação por microrganismos potencialmente patogênicos como a Escherichia coli. Dessa forma se estabelece a importância de práticas higiênicos sanitárias para a manutenção da qualidade da areia e garantia da saúde pública da população usuária do local.


Palavras-chave


Escherichia coli; Coliformes Termotolerantes; Coliformes Totais; Bacteriologia.