Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO DE EFEITOS COMPORTAMENTAIS DO EXTRATO DE Guatteria punctata EM CAMUNDONGOS
Jéssica Orhana Rondon Almeida

Última alteração: 17-10-18

Resumo


As plantas medicinais e os fitoterápicos consistem em uma terapia complementar usada intensamente nos dias de hoje, eles podem ser utilizados isoladamente ou em associação com outra medicação. Neste estudo objetivou-se verificar o efeito do extrato de Guatteria punctata (Aubl.) R.A.Howard no comportamento de camundongos que foram submetidos aos testes experimentais clássicos de ansiedade, Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) e depressão. A pesquisa foi realizada mediante aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa da Universidade Federal de Mato Grosso, n°23108.722758/2017-56. Para realização do estudo, foram utilizados 60 animais, divididos em 6 grupos que foram previamente estabelecidos para receberem um tratamento crônico com os extratos de G. punctata, por meio de gavagem. Os animais tiveram 15 dias de aclimatação, sendo separados randomicamente nos grupos, assim denominados: G1: Controle negativo – Água filtrada; G2: Controle positivo para depressão – Imipramina (10 mg/Kg); G3: Controle positivo para ansiedade - Diazepam (2 mg/Kg); G4: Naive; G5: Extrato da G. punctata - 200mg e G6: Extrato da G. punctata - 400mg. Após a aclimatação foi realizado o tratamento durante trinta dias, numa frequência de 1 vez ao dia, foram administrados 100 µL dos extratos de G. punctata e soluções conforme os grupos. Com o término do período da gavagem, os animais foram submetidos aos testes comportamentais específicos: Teste de Atividade Locomotora Espontânea que é necessario  para avaliar possíveis interferências na atividade locomotora dos camundongos que possam prejudicar os resultados dos outros testes;Teste do Labirinto em Cruz Elevado (LCE) e Teste de Esconder Esferas, esses modelos avaliam ansiedade e TOC, respectivamente; e o Teste do Nado Forçado que analisa a depressão. Ao final do experimento, os animais foram eutanasiados por aprofundamento da anestesia e deslocamento cervical. Os dados estatísticos foram processados e expressos pela média mais ou menos o erro padrão da média por grupo (E.P.M.), a diferença foi considerada estatisticamente significativa quando os valores de p<0,05. Para análises dos testes foi aplicada uma análise não paramétrica através do teste Kruskal-Wallis seguido do post hoc de Dunn. Os resultados demonstraram que o Extrato de G. punctata na dose de 400mg/kg apresentou um aumento no tempo de permanencia no braço aberto no teste LCE quando comparado ao CN – água filtrada, comportamento sujestivo de uma ação ansiolítica. Os extratos de Guatteria punctata não apresentaram resultados significantes nos teste de compulsão e  depressão.Conclusão: O extrato de G. punctata apresenta um possível efeito ansiolítico na dose 400mg.