Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
Análise parasitológica de amostra de areia de áreas de recreação do município de Sinop-MT.
Filipe Freitas, Ian Philippo Tancredi, Danielli Geraldelli, Deyane Melo Costa Bonatto, Jaqueline Rigotti Kubiszeski, Mariane Costa Silva, Bruno Gomes de Castro

Última alteração: 09-10-18

Resumo


As areias de praças públicas, quadras poliesportivas, creches e escolas constituem fatores para transmissão de zoonoses parasitárias, animais domésticos e silvestres que possivelmente tenham acessos a esses locais podem defecar no local, contaminando assim a areia com ovos ou larvas de helmintos. Esses parasitas são de extrema importância para saúde pública, pois têm a capacidade de infectar os seres humanos, principalmente crianças em idade escolar devido a sua maior exposição ao ambiente contaminado. Este trabalho tem por objetivo monitorar a qualidade parasitária das areias de áreas de recreação do município de Sinop-MT. Foram analisadas 16 amostras de diferentes pontos da cidade de Sinop – MT. De cada local foram adquiridas cinco amostras de aproximadamente 50 gramas e acondicionadas em sacos plásticos, totalizando um volume aproximado de 250 gramas por área de recreação, as amostras foram coletadas com o auxílio de um coletor universal estéril em uma profundidade de 15 cm. Após a coleta foram acondicionadas em caixas isotérmicas refrigeradas com gelo reciclável e encaminhadas imediatamente para o Laboratório de Parasitologia e Doenças Parasitarias (Ladepar) da Universidade Federal de Mato Grosso campus Sinop. Para a análise de cistos e oocistos de protozoários, ovos e larvas de helmintos foi utilizada a Técnica de Hoffman, Pons e Janer. Para recuperação e identificação das larvas foi utilizada Técnica de Baermann Modificada. Das 16 amostras analisadas, nenhuma apresentou ovos de helmintos ou cistos de protozoários, porém 18,75% (03/16) amostras apresentaram contaminação por larvas de parasitos. Foram identificados dois tipos diferentes de larvas de parasitos, a amostra 04 apresentou contaminação por larvas de característica rabditoide enquanto a amostra 13 apresentou contaminação por larvas de característica filiforme. A amostra 06 foi a única amostra que apresentou contaminação pelos dois tipos de larva. Os resultados demonstraram que uma parcela significativa dos locais avaliados estava contaminada com larvas de parasitos, acarretando riscos à saúde de usuários principalmente crianças. Dessa forma se estabelece a importância de práticas higiênicos sanitárias para a manutenção da qualidade da areia e garantia da saúde pública da população usuária do local.


Palavras-chave


Helmintos; Protozoários; Areia contaminada.