Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
RELATO DE CASO: PRIMEIRA EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO
julia luisa zmuda, MÁRCIA FABIANA BARBOSA DE PAULA

Última alteração: 17-10-18

Resumo


A medicina veterinária é uma das profissões que vem crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo, e possui um aumento considerável no número de cursos em funcionamento. Atualmente, o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e seletivo, buscando profissionais mais capacitados e especializados no ramo. Porém, o acadêmico muitas vezes está terminando um ciclo de estudo e não possue experiência o suficiente para atingir as exigencias estabelecidas pelo mercado de trabalho. Ou não conhece todas as possibilidades no campo de atuação, desencadeando em estudantes muitas vezes desinteressados. Visando essa problemática, o presente trabalho tem como objeto relatar a importância que os estágios, desde os primeiros semestres, estágios extra curriculares não obrigatórios, possuem na carreira acadêmica, além de relatar como aplicar na prática os conhecimentos que foram passados pelos docentes durante os semestres e os conhecimentos adquiridos com os profissionais em meio as práticas submetidas. Essa experiência de primeiro estágio não obrigatório foi realizado em uma clínica veterinária no município de Nova Mutum-MT durante 45 dias no período de recesso acadêmico de 2018. Durante o estágio foi realizado o acompanhamento de vários procedimentos: como fazer e limpar curativos; procedimentos a serem realizados no tratamento de miíase; como manipular exames bioquímicos e hemogramas; técnicas e procedimentos cirúrgicos; identificação e tratamento de algumas dermatites e otites; utilização, princípio ativo e mecanismo de ação de alguns fármacos; princípios básicos de ultrassom e raio-x; noções básicas de procedimentos de urgência e emergência, dentre outros. Além desta aprendizagem básica e importante para qualquer profissional da área, foi realizado também o acompanhamento de dois casos de animais bastante debilitados. Após essa experiência pode-se perceber que para os acadêmicos, independente do curso, seria essencial que desde o começo do ingresso à Universidade, já iniciasse um contato maior com a profissão, buscando estágios e contato direto com a prática e participação ativa na universidade. É de suma importância que os profissionais já formados juntamente com as universidades formassem parcerias para que possibilitasse ao acadêmico mais contato com a profissão, fazendo com que desde o início o conhecimento adquirido não ficasse apenas na sala de aula. Acredito que isso auxiliaria na construção de um profissional bem-sucedido e atuando na área com mais qualidade, conhecimento e discernimento.


Palavras-chave


medicina veterinária, estágio, ensino, pequenos animais.