Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
Projeto Captura
Victor Augustho Barbosa, Frederico Alberto Bussolaro, Alexandra Secreti Prevedello, Carlos Eduardo Reis Silva, Carlos Eduardo Rodrigues Lopes, Cristyan César Dall Agnol, Heloisa Maria Lopes Scarinci

Última alteração: 17-10-18

Resumo


A principal causa de fraturas na população acima de 50 anos é a osteoporose. Essa doença sistêmica, com evolução insidiosa, promove redução da massa óssea e deterioração da microarquitetura, levando a fragilidade óssea. Afeta principalmente as mulheres na pós-menopausa possuindo uma elevada taxa de morbimortalidade. Entretanto, cerca de 30% de todas as fraturas de quadril ocorrem em homens. O rastreio da população de risco aliado ao diagnóstico e tratamento precoces é de suma importância na prevenção de fraturas por fragilidade. Ademais, a triagem dos pacientes que já possuem fratura pode servir como ferramenta para se evitar novas lesões, piora do quadro clínico e aumento da morbimortalidade. O Projeto Captura busca identificar pacientes que já apresentam alguma fratura por fragilidade tendo como objetivo diagnosticar e tratar a osteoporose a fim de se prevenir novas fraturas por fragilidade. O Captura é ligado ao Ambulatório de Osteoporose, um projeto da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), campus de Sinop, que atua na prevenção de osteoporose na rede pública do município e, até a sua implementação, não existia um projeto de triagem semelhante ao realizado atualmente. O projeto é executado, diariamente, junto ao Hospital Regional de Sinop (HRS) onde, na rede pública, são diagnosticadas e tratadas todas as fraturas, seja qual for a causa. Os acadêmicos participantes do projeto após triarem todos os pacientes, com fratura, identificam os que são qualificáveis, ou seja, possuem fratura por fragilidade óssea e os capturam para serem atendidos no Ambulatório de Osteoporose, que funciona todas as quartas-feiras no Centro de Especialidades Médicas (CEM). Até o presente momento foram triados 240 pacientes que deram entrada no HRS devido à presença de fraturas. Desses, 24 preencheram o critério e foram capturados e encaminhados ao Ambulatório de Osteoporose.



Palavras-chave


mulher; menopausa; osteoporose; homem; fratura