Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
Diagnósticos de enfermagem na consulta ao neonato: relato de experiência em um projeto de extensão
Daniela Ferreira de Souza, Priscilla Shirley Siniak dos Anjos Modes, Maria Aparecida Munhoz Gaíva, Thaís Pereira da Silva, Vanda Patricia da Silva Santos, Mirian Barbosa Quadros de Almeida, Carla Alexandra de Souza Santos

Última alteração: 01-10-18

Resumo


A consulta de enfermagem ao neonato promove detecção precoce de problemas, auxilia na identificação dos diagnósticos de Enfermagem (DE) e no planejamento assistencial. A utilização dos DE na consulta ao neonato na primeira semana de vida tem a finalidade de sistematizar e guiar as ações de enfermagem, qualificando a assistência. Objetivou-se identificar os diagnósticos de enfermagem mais comumente encontrados entre os neonatos atendidos pelo projeto de extensão Ninho de Cuidado. Estudo descritivo do tipo relato de experiência vinculado ao Projeto de Extensão “Ninho de Cuidado: antes, durante e depois do nascimento”, desenvolvido pelas graduandas do curso de enfermagem da Universidade Federal de Mato Grosso, campus de Sinop-MT. As alunas sob supervisão da coordenadora do projeto e da enfermeira da unidade de saúde realizaram consultas semanais de Puericultura em uma Unidade Saúde da Família (USF) de Sinop-MT, entre os meses de maio a agosto de 2018. As consultas eram previamente agendadas pela recepcionista da USF. Para realização desta prática, utilizou-se um instrumento elaborado pelos membros do projeto de Extensão, o qual contemplava dados de investigação, que subsidiaram o levantamento de diagnósticos, o planejamento da assistência e as condutas de enfermagem. O atendimento foi realizado no consultório destinado aos atendimentos de saúde da criança e foram utilizados os seguintes materiais: balança pediátrica, régua antropométrica, fita métrica, lanterna, termômetro, oxímetro de pulso portátil, maca e estetoscópio. Destacam-se entre os principais problemas de enfermagem identificados, aqueles relacionados à amamentação, icterícia, risco de infecção e atraso no crescimento e desenvolvimento, para os quais foram tomadas as condutas necessárias durante as consultas, resultando nos seguintes diagnósticos de enfermagem: Amamentação ineficaz, Risco de nutrição desequilibrada: menos do que as necessidades corporais, amamentação interrompida, Icterícia neonatal, Risco de infecção, e Risco de crescimento desproporcional. Nas situações em que se avaliou a necessidade de intervenções médicas, as puérperas foram encaminhadas para atendimento. Conclui-se, que o enfermeiro necessita de recursos que possam aprimorar a assistência prestada aos neonatos, na busca de um atendimento qualificado, integral e humanizado. Isso se torna possível, por meio da implementação da sistematização da assistência de enfermagem (SAE), utilizando-se os diagnósticos e intervenções de enfermagem de maneira precisa para permitir a melhoria da qualidade dos resultados esperados. Dessa forma, a SAE beneficia o paciente com um cuidado mais direcionado, humanizado, qualificado, sistematizado e eficiente.


Palavras-chave


Diagnóstico de Enfermagem; Cuidado da Criança; Recém-Nascido; Processo de Enfermagem; Saúde da família.