Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, V SEMANA ACADÊMICA DE SINOP

Tamanho da fonte: 
BACTÉRIAS ENDOFÍTICAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO PRESENTES EM SEMENTES DE UROCHLOA RUZIZIENSES
Betania Florencio de Matos

Última alteração: 10-10-18

Resumo


BACTÉRIAS ENDOFÍTICAS FIXADORAS DE NITROGÊNIO PRESENTES EM SEMENTES DE UROCHLOA RUZIZIENSES

Betania Florencio de Matos1, Anderson Ferreira2

¹Graduanda em Zootecnia, UFMT, Sinop-MT, betaniaherb@hotmail.com,

2 Pesquisador Embrapa Agrossilvipastoril, andersonferreira@embrapa.br

 

 

A aquisição de nitrogênio pelas gramíneas pode ocorrer por duas fontes, através do nitrogênio presente no solo de forma natural ou pela incorporação de fertilizantes, e a outra através da fixação biológica por bactérias associadas à planta, ditas diazotróficas. O nitrogênio é elemento essencial para a planta, e também para a nutrição animal, compõe a estrutura dos ácidos nucléicos e das proteínas, como constituinte da composição da planta contribui para o aumento da capacidade de suporte da pastagem, que contribui para o desempenho animal. Objetivou-se com este trabalho, isolar, quantificar a população de bactérias endofíticas presente na semente de Urochloa ruzizienses, e estimar o percentual de fixadores biológicos de nitrogênio. O experimento foi conduzido na Embrapa Agrossilvipastoril localizada no município de Sinop Mato Grosso. Foram realizados 3 isolamentos distintos, onde em cada, 1 g de semente foram avaliados. Após desinfecção superficial, as sementes foram maceradas (1g de semente para 9 ml de solução PBS), e feito diluições seriadas de 10-1 a 10-5, as diluições 10 a 10-4 foram plaqueadas em triplicatas em meio TSA (trypitc soy agar), incubadas por 5 dias à 28° C, após período de incubação foi realizada a contagem de unidades formadoras de colônias (UFC) de cada isolamento e tirado a média de UFC/g de semente. Foram selecionados 63 isolados, de acordo com as características morfológicas das colônias, representando toda a diversidade presente nos três isolamentos. Depois de purificadas, foram inoculados em frascos de vidro contendo meio NFB semi-sólido, incubadas por 8 dias à 28° C. Os parâmetros utilizados para identificação das FBN, foi a formação da película em forma de véu próxima a superfície do meio de cultura. Foi plaqueado 100 µl desse meio em meio NFB sólido e posteriormente inoculadas novamente em meio NFB semi-sólido para veracidade de resultados. A densidade populacional média da semente de Urochloa ruzizienses foi estimada em 6,8x105 UFC/g de semente. Dos 63 isolados testados 38 apresentaram a formação da película característica, um percentual de 61%. A FBN contribui para redução do uso de fertilizantes nitrogenados. Os resultados obtidos indicam que um percentual de 61% das bactérias endofíticas presente na semente podem colaborar na aquisição de nitrogênio para a pastagem.

Palavra-chave: diazotróficas; FBN; forrageiras; nitrogenase.