Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, SEMINÁRIO DO ICHS – Humanidades em Contexto: saberes e interpretações (2014)

Tamanho da fonte: 
OS DIREITOS SOCIAIS DA PESSOA IDOSA COM DEFICIÊNCIA: Um direito garantido e efetivado?
Karine Moreno Pereira Santos, André Luis De Morais E Silva, Maria Helena Góes Campelo

Última alteração: 18-07-17

Resumo


O presente artigo busca por meio de revisão bibliográfica analisar e refletir sobre o envelhecimento das pessoas com deficiência e a garantia e efetivação dos direitos sociais destes sujeitos. Assim torna-se necessário entendermos como a deficiência no decorrer do tempo tem sido abordada e compreendida, e também como ocorre a implementação dos direitos, o acesso aos serviços, programas e projetos por estes indivíduos. Sabemos das dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiência em todas as fases de sua vida, todavia, certamente uma atenção especial deve ser dada àquelas pessoas com deficiência que alcançaram uma idade avançada. Observam-se avanços obtidos na luta pelo respeito às pessoas com deficiência e idosas, mas faz-se necessário intensificar a difusão da cultura da velhice, como direito humano e social, bem como é dever do Estado e de toda sociedade a promoção de vida digna e saudável a esse segmento populacional. Ainda que esta problemática consista em uma realidade da vida social que se apresenta no cotidiano do/da Assistente Social, como competência lutar por uma sociedade justa, igualitária e livre de preconceitos e discriminação, este ainda se constitui como um tema pouco debatido e fomentado no Serviço Social Brasileiro. Torna-se, portanto um grande desafio para os/as Assistentes Sociais perante a população que envelhece, sobretudo, o idoso com deficiência congênita, na garantia dos direitos sociais da população usuária, no acesso do idoso a esses direitos assegurados visto que estão inseridos numa sociedade capitalista, desigual, apesar do predomínio do discurso de igualdade, mas que não são efetivados na sua totalidade.


Palavras-chave


Pessoa com Deficiência; Idoso; Envelhecimento; Direitos Sociais; Política Social

Texto completo: PDF