Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, SEMINÁRIO DO ICHS – Humanidades em Contexto: saberes e interpretações (2014)

Tamanho da fonte: 
AS REPRESENTAÇÕES DE GÊNERO E SEXUALIDADES NO ENSINO MÉDIO CUIABANO
Stephanie Natalie Burille, Silvana Maria Bitencourt

Última alteração: 19-07-17

Resumo


O presente trabalho visa analisar as enunciações de meninos e meninas em relação ao conhecimento tácito sobre gênero e sexualidades. Para isto, abordaremos suas relações com a família, a escola e as relações midiáticas. Estas instituições reprodutoras de normas e valores sociais induzem também as percepções de gênero destes estudantes. A metodologia utilizada consistiu em observação de campo durante o período de três meses nas aulas de Sociologia em uma escola pública de Cuiabá-MT. Posteriormente, realizou-se a aplicação de entrevistas semi-estruturadas com 18 estudantes.Verificou-se que as representações de gênero estão arraigadas às dicotomias da feminilidade e masculinidade. O modelo heteronormativo de família, sexualidade e identidades de gênero reproduzido na sociedade, é o produtor dos discursos e práticas dos sujeitos que verificamos no espaço escolar e que consequentemente promove a exclusão e intolerância às diversidades. Além disso, verificou-se, que os estudantes têm consciência de que as desigualdades de gênero são presentes na sociedade, entretanto, não há conhecimento sobre os discursos que as fundamentam. Os professores sentem dificuldades em lidar com estes problemas, visto que não tiveram uma formação em estudos de gênero. Dessa forma, percebe-se a necessidade desta formação, para assim, possibilitar um trabalho mais fundamentado teoricamente e metodologicamente sobre estas questões, colaborando para um ensino comprometido com a igualdade de gênero e o respeito às diversidades sexuais.


Palavras-chave


Educação; Gênero; Sexualidades; Sociologia

Texto completo: PDF