Sistema de Eventos Acadêmicos da UFMT, SEMINÁRIO DO ICHS – Humanidades em Contexto: desafios contemporâneos (2017)

Tamanho da fonte: 
Política e educação de afrodescendentes no Brasil
Elaine Silva ALEGRE, Liliane Capilé Charbel NOVAIS, Rozimeire Satiko SHIMIZU, Marilza de Fátima SOUZA, Elizabeth Leite de Oliveira TEODORO

Última alteração: 16-05-18

Resumo


Por meio do presente estudo busca-se apresentar aspectos relevantes sobre a formação do Estado e sua relação com a Educação, como também um apanhado histórico geral internacional e nacional sobre a percepção do negro em bibliografias científicas, sociais e poéticas, incluindo dados sobre alguns entraves políticas educacionais a afrodescendentes. O objetivo principal deste artigo é de que através dos dados elencados possamos ter recursos para colocar em prática o debate sobre o papel da educação na luta pela igualdade de raças.


Palavras-chave


Estado; Educação; Luta; Igualdade; Raças

Referências


ANDREWS, Georg Reid. Negros e brancos em São Paulo. São Paulo: EDUSC, 1998.

BANTON, Michael. A ideia de raça. Lisboa: Edições 70, 1979.

BLACK, Edwin. A guerra contra os fracos: a eugenia e a campanha norte-americana para criar uma raça superior. São Paulo: A Girafa Editora, 2003.

BODIN, Jean. Method for the easy comprehension of History. Nova York: W.W. Norton & Company/Columbia University Press, 1969. (Tradução da edição latina de Beatrice Reynolds).

COUTINHO, Carlos. De Rousseau a Gramsci: ensaios de teoria política. São Paulo: Boitempo, 2011.

DA MATTA, Roberto. Digressão: a fábula das três raças, ou o problema do racismo à brasileira. In: DA MATA. Roberto. Relativizando: uma introdução à antropologia social. Rio de Janeiro: Ed. Rocco, 1987. pp. 58-85.

DAVIS, Angela. Women, Race and Class. New York: Random House, 1989.

DE MELO, Celso Eduardo. Racismo e violação aos direitos humanos pela internet. 2010. 100p. Direito - USP, São Paulo.

FERNANDES, Florestan. O negro no mundo dos brancos. São Paulo: Global, 2007.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. São Paulo: Global, 2003.

HANSENBALG, Carlos Alfredo. Discriminação e desigualdades raciais no Brasil. São Paulo: Ed. Humanitas, 2005.

HARVEY, David. Condição Pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1992.

HOBBES, Thomas. Leviatã. Ed. Martin Claret, São Paulo, 2006.

JACCOUD, Luciana e BEGHIN, Nathalie. Desigualdades raciais no Brasil: um balanço da intervenção governamental. Brasília: IPEA, 2002.

LOCKE, John. Ensaios sobre o entendimento humano. 2 ed. São Paulo: Abril Cultural, 1979. Coleção Os Pensadores.

MARTINS, Carlos; MONTEIRO, João Paulo. John Locke: Vida e Obra. São Paulo: Nova Cultural Ltda., 1999.

MELLO, Leonel. In: WEFFORT, Francisco. Os Clássicos da Política - John Locke e o individualismo liberal. São Paulo: Ed. Ática, 2004. Vol. 1, p. 79-110.

NASCIMENTO, Milton. In: WEFFORT, Francisco. Os Clássicos da Política - Rousseau: da servidão à liberdade. São Paulo: Ed. Ática, 2004. Vol. 1, p. 187-201.

PAIXÃO, Marcelo. A dialética do bom aluno: relações raciais e o sistema educacional brasileiro, Rio de Janeiro: FGV, 2008.

QUERINO, Manuel Raimundo. O colono preto como fator da civilização brasileira. Afro-Ásia, n. 13, 1980, pp. 143-158. Disp. Em: http://www.afroasia.ufba.br/edicao.php?pagina=2. Acesso em 28/04/2017.

RIBEIRO, Renato. In: WEFFORT, Francisco. Os Clássicos da Política - Hobbes: O medo e a esperança. São Paulo: Ed. Ática, 2004. Vol. 1, p. 51-77.

ROSEMBERG, Flúvia. Raça e desigualdade educacional no Brasil. In: AQUINO, Julio G. (Coord.). Diferenças e preconceito na escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Summus, 1998. Pp. 73-91.

SKIDIMORE, Thomas. Preto no branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

SOËTARD, Michel. Jean-Jacques Rousseau. 5. ed. Tradução e organização: José Eustáquio Romão e Verone Lane. Recife: Massangana, 2010.

SKINNER, Quentin. As fundações do pensamento político moderno. Tradução: Renato Janine Ribeiro e Laura Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

STEPAN, Nancy Leys. A hora da eugenia: raça, gênero e nação na América Latina. Trad. Paulo M. Garchet. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2005.

TODOROV, Tzvetan. Nós e os outros: a reflexão francesa sobre a diversidade humana. 1ª ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993.

 


Texto completo: PDF